Coluna do Astério

O pastor Augustinho da Igreja Batista do Bosque é dos maiores líderes do Estado. É inegável o crescimento da IBB sob sua administração e comando espiritual. É também um líder com muita influência na política, apesar de ter optado por não atuar na linha de frente. Cristianismo é influência do bem na sociedade.

Candidatura majoritária exige partido, preparo, alianças e dinheiro, muito dinheiro.

Também uma boa densidade eleitoral, não se sai do nada para lugar nenhum achando que um boa dia, tapinhas na costas e abraços geram votos.

Não se faz campanha majoritária contando com a boa vontade e simpatia do eleitor.

Campanha eleitoral custo caro, muito caro e não estou falando de compra de votos. Estou falando de custos.

Resumindo e trazendo para o popular: só entra no jogo quem tem ficha.

Quem tem ficha?

Marcus Alexandre? O coronel Ulisses? Gladson Cameli?

Essa eleição deverá varrer do mapa velhos caciques da política nacional e local.

Há controvérsias!

Fernando de Collor de Melo será mais uma vez candidato a presidente da república.

Vota nele, Zé!

Se o governo não faz nada, a oposição critica; se faz a oposição também critica.

A oposição é para criticar e o governo para fazer mesmo debaixo de críticas.

As obras do PS estavam paradas por falta de recursos em função da crise, o governo do Estado conseguiu recursos para terminar a obras antes do final do ano.

O povo vai julgar nas urnas.

Tem gente criticando o prefeito Marcus Alexandre porque está ajudando a socorrer os alagados pessoalmente.

Carrega nas costas cama, fogão, geladeira, cachorro, gato, menino, idoso, galinha e pato.

Só não o vi carregar bode e cabrito.

Minha vó fosse viva diria:

“Esse cabra é trabalhador”!

Aliás, minha avó, que morreu com 96 anos dizia que tinha raiva de preguiçoso, cachaceiro e quem bole na coisa alheia.

Para ela, se o cabra andasse arrastando os calcanhares ou as sandálias no chão, braguilha meio aberta, o rego da bunda aparecendo e sempre acordasse por volta do meio dia podia saber que esse andava com o bicho da preguiça agarrado às costas.

Vozinha Maria dizia também que, “o cabra que bebe é dois: um quando está sóbrio o outro quando está bêbado”.

“Se prenderem o Lula vai ter guerra civil”.

Cala essa boca Macunaíma, volta a dormir que ainda são 11 horas da manhã.

Puxa…!