Ex-cunhada diz que ele tinha aberto um negócio, fez dívidas com fornecedores e passou a receber ameaças. Ismael de Barros está desaparecido desde o dia 25 de janeiro.

Um comerciante de Rio Branco está desaparecido há 25 dias após receber uma série de ameaças por conta de dívidas. Ismael de Barros Souza, de 30 anos, tinha aberto um negócio de venda de goma de tapioca e polpa de suco, fez dívidas com fornecedores e passou a ser ameaçado, segundo contou a ex-cunhada, a contabilista Ediane Caetano, de 22 anos.

Ela afirmou que a última vez que viu Souza foi no dia 25 de janeiro próximo ao local onde alugava para vender seus produtos, no Ramal Novo Horizonte, Rodovia AC-40.

Ela disse que a família do empresário não é tão próxima dele e que ela mesmo foi até a delegacia registrar o desaparecimento.

“A última vez que vimos ele foi em janeiro, mas tivemos notícia de que ele foi visto no dia 2 de fevereiro. O celular está desligado o tempo todo, estamos muito preocupados. Ele tem um filho com minha irmã, somos muito próximos e ele sempre vinha na nossa casa para visitar a crianças, mas sumiu e não temos ideia de onde possa estar”, disse Ediane.

O pequeno negócio de venda, que ele abriu há cinco meses, não deu muito certo e as dívidas se acumularam. Segundo a ex-cunhada, Souza tinha ido até Xapuri e feito alguns negócios com fornecedores, mas não conseguiu pagar.

“Ele encontrou alguns fornecedores em Xapuri e contraiu uma dívida no valor de R$ 8 mil. Os negócios não foram muito bem e ele não conseguiu pagar essas dívidas e isso fez com que essas pessoas começassem a fazer ameaças. Eles chegaram a ir na casa da minha mãe dizendo que se ele não pagasse, iriam matá-lo. Ainda ameaçaram o filho dele de dois anos que é meu sobrinho”, contou a contabilista.

O desaparecimento de Souza foi registrado pela família da ex-mulher na Delegacia da 3ª Regional, na região do bairro Sobral, em Rio Branco.

Do G1 Acre