Operação contou com 70 policiais do Bope, Companhia de Raio, Batalhão Ambiental e Centro Integrado de Operações Aéreas.

Por Rayele Oliveira / Assessoria

Nas primeiras horas da manhã de ontem, forças de segurança do Estado ocuparam o bairro Mocinha Magalhães, com o objetivo de reprimir a criminalidade e sufocar ações delituosas naquele local e adjacências. A operação contou com 70 policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Companhia de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio), Batalhão Ambiental e Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Com a bandeira acreana fincada no local onde se concentravam as polícias, a mensagem de que as forças de segurança estão unidas no combate à realidade de violência que se instaurou no país em razão do crime organizado foi, mais uma vez, transmitida à população.

Os procedimentos de abordagem, fiscalizações e revistas, além do cumprimento de mandados de busca e apreensão, vão se dar ao longo de 24 horas e devem se estender a outros bairros da capital.

O secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, esteve no local, acompanhado pelo comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Marcos Kinpara, e o diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Aberson Carvalho.

Farias reforçou a necessidade de combater o narcotráfico e o crime organizado, o que implica apoio mais veemente por parte da União. “Esse é um tipo de crime que se transnacionalizou e invadiu o território brasileiro, e a União precisa ter a competência de combatê-lo, por ser seu papel constitucional. O que nós queremos dizer é que não seremos omissos e vamos fazer a nossa parte, como temos feito, resistindo a esse cenário diariamente”, enfatiza.

O coronel Marcos Kinpara, explica que a ação foi idealizada por meio de reuniões com o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp). “Temos toda uma simbologia. Vamos com a nossa tenda e hasteamos a bandeira do Acre. O objetivo é ocupar esses bairros com alto índice de criminalidade e fazer abordagens, incursões a pé, com motocicletas, carros e helicóptero em todas as ruas.”

Ainda de acordo com o oficial, semanalmente os locais receberão essa operação. “Vamos para outras localidades, mas por questão de segurança não revelaremos onde. Estaremos diariamente com esse aparato nos bairros da cidade, com o Batalhão de Operações Especiais [Bope], Batalhão de Policiamento de Trânsito [BPTran], Batalhão de Policiamento Ambiental [BPA] e Batalhões de Áreas”, finalizou o comandante.