Os policiais que irão atuar na Companhia, passaram por capacitação e treinamento e estão equiparados para o combate intensivo e ostensivo na cidade.

 Por Rayele Oliveira 

A Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), lançou na manhã desta sexta-feira, 26, a Operação Pré-Carnaval 2018, que vai direcionar um efetivo de policiais para assegurar o combate à violência e a prevenção de criminalidade nas ruas da capital. Durante a solenidade realizada em frente ao quartel da PM, também foi apresentada a equipe da Companhia de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio), que terá a operação como a primeira de suas missões.

Os policiais da companhia estiveram em treinamento nesta semana para serem qualificados ao novo modelo de policiamento motorizado no estado, resultado de um investimento estratégico do governo na aquisição de 100 motocicletas, das quais 30 já estão em funcionamento e as demais estão sendo adaptadas para integrar os demais profissionais às ações.

Por serem veículos que possibilitam o descolamento imediato a locais de difícil acesso e facilitarem abordagens, a aposta das instituições de segurança pública no modelo é grande frente à expectativa dos resultados, sobretudo, no tocante à prevenção.

Na oportunidade, o comandante-geral da PM, coronel Marcos Kinpara, frisou o maior ganho com a implantação do novo padrão motorizado. “Antes tínhamos o GIRO, um grupamento que limitava a quantidade de policiais a um número bem baixo, diferentemente da companhia Raio, que agora poderá ter até 120 homens. Nesse sentido, já temos a intenção de ampliar a quantidade de efetivo apto para essa modalidade, de modo que o trabalho preventivo possa se estender da capital para todo o estado”, declarou.

Mediante relatórios de análise criminal, o objetivo da companhia é repelir, principalmente, a incidência de roubos e furtos nas ruas, seja de celulares, seja de veículos, entre outros. “Temos um calendário de ações a serem realizadas por tempo indeterminado para levar melhores respostas à população”, completa Kinpara.

O secretário de Segurança Pública Emylson Farias destacou a expertise que as forças de segurança têm conseguido desenvolver, para que unidas, mantenham o compromisso de lutar pela mudança do cenário de criminalidade e violência.

“Nós temos consciência dos indicadores de violência que subiram em todo o Brasil, mas nunca omitimos a realidade no estado. O que sempre fizemos questão de reafirmar junto à sociedade acreana o nosso comprometimento com aquilo que é tão caro, que é promover a segurança pública. Somos o estado que mais prende na Federação, mas infelizmente nem só o viés policial é capaz de dar conta de solucionar todas as questões. E é por isso que continuaremos a fazer o enfrentamento firme e necessário a essa realidade”, enfatiza Farias.