A Defesa Civil de Porto Velho confirmou nesta quinta-feira (25), que dois bairros da capital rondoniense foram atingidos pelas água do rio Madeira, que atingiu 14,94 metros.

Equipes estiveram no bairro São João Batista, onde quintais de cinco residências amanheceram com uma fina lâmina d’água.

Embora o nível do manancial ainda esteja abaixo da cota de transbordamento, que é de 15,40 metros, a Defesa Civil atribui a inundação, as chuvas que foram registradas na cidade desde o início da semana, que reforçaram o volume de água causando a inundação.

Apesar do registro, a Defesa Civil informou que não há, no momento, motivos para colocar em prática o plano de remoção e alojamento de famílias.

No eixo da BR-364, na região de Mutum Paraná, onde a rodovia corta o lago de Jirau, o nível do rio está bem abaixo da margem da estrada, sem risco eminente de transbordamento.

A Defesa Civil do Acre, segundo informou o coronel Carlos Batista, comandante do Corpo de Bombeiros, mantém uma equipe no trecho realizando quatros três vezes por dia o monitoramento nas réguas instaladas ao longo da BR.

Ainda de acordo com Batista, em nenhum trecho a água está a menos de um metro da margem da pista.