Na defesa dos filhos, a genitora do presidente do PSDB chama Marcio Bittar de mafioso: “O povo tem que ficar esperto com esse tipo de politicagem de mafioso”.

A mãe do deputado federal Major Rocha (PSDB), Socorro Rocha, postou em um grupo de WhatsApp áudio onde o pré-candidato ao Senado pelo PMDB Marcio Bittar detalha as entranhas da oposição e faz duras críticas aos seus filhos, o Major Rocha e a apresentadora Mara Rocha, que também pretende disputar o Senado pelo PSDB. Sobre ela, Bittar diz se tratar do “maior blefe” das eleições de 2018.

O grupo em que foi feita a postagem chama-se Política BR/AC. Dele participam vários membros da oposição, inclusive dirigentes partidários. Diante do áudio, Socorro Rocha diz que o projeto de Marcio Bittar é o de ser dar bem. “Este cara não tem projeto para o povo, ele tem projeto para a vida dele”, afirma ela. “O povo não vota mais em aventureiro”, acrescenta.

Bittar se considera eleito e diz Gladson deve renunciar para se recandidatar ao Senado 

O áudio de Marcio Bittar parece ter sido gravando durante encontro partidário. Na conversa, ele praticamente garante já estar eleito senador, assim como Gladson Cameli (PP) estaria eleito governador do Acre. É nesse cenário político que ele faz suas projeções de futuro. Assim sendo, diz ser necessário a escolha de um suplente que possa assumir seu mandato após quatro anos, quando deve se candidatar ao governo deixado por Gladson Cameli, que, de acordo com sua análise, deve renunciar ao final do terceiro ano de mandato para que seu pretenso vice, Eduardo Veloso, assuma o governo.

Eládio pode botar R$ 30 milhões na campanha de Gladson

Entre muitas revelações feitas por Márcio Bittar, está a de que o pai de Gladson Cameli, o empresário cruzeirense Eládio, pode colocar R$ 30 milhões na campanha do filho. O problema, de acordo com ele, seria botar esse dinheiro em Rio Branco. Ele até questiona um presente, alguém que se acredita ser policial, sobre essa empreitada.

“O pai dele pode levantar 30 milhões em espécie. Ele tem tamanho pra isso se começar agora. Agora você que é da polícia me responda: É fácil pegar esses 30 milhões de lá e colocar aqui na campanha?”

Como resposta, ouve-se apenas um tímido “é difícil”.

Marcio Bittar também garante que o empresário Fernando Lage teria colocado R$ 1 milhão na campanha que elegeu Sérgio Petecão senador em 2010.

 Veja o Vídeo 

Fonte: página20.net