Apesar dos avanços da medicina ao longo dos últimos anos, há algo que a ciência ainda não conseguiu fazer:  substituir o sangue humano. Uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

Quem precisa receber sangue para continuar a viver só tem uma alternativa: contar com a solidariedade de uma outra pessoa.

Uma única bolsa de sangue consegue salvar cerca de quatro vidas. Os componentes do sangue humano são insubstituíveis, por isso, é tão importante incentivar a doação.

Dados do Ministério da Saúde revelam que apenas 1,8% dos brasileiros doam sangue, sendo que segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o ideal seria que 3% doassem.

Na capital acreana, cerca 800 pessoas doam sangue com frequência. O número é insuficiente para atender a demanda das unidades de saúde do estado.

Com o objetivo de comemorar e conscientizar a população sobre a importância da doação, o Governo Federal, em 1964, definiu o 25 de novembro como o Dia Nacional do Doador de Sangue.

Como a data este ano cai em um sábado, a direção do Hemoacre resolveu antecipar a homenagem aos doadores para esta sexta-feira, 24.

Uma festa com o tema “Seja herói, doe sangue”, que terá, inclusive, a animação da banda de forró que anima o tradicional espaço do “Senadinho”, está sendo organizada para começar a partir das 10 horas.

A comemoração é um gesto para agradecer os doadores e também fidelizar novos colaboradores.

Heróis como Igor Diniz, doador há 10 anos, que destaca o gesto de doar sangue. “Comecei a doar quando tive pessoas na família que precisaram, desde então, faço isso sempre, já que várias pessoas precisam. Doar sangue é salvar vidas, é importante não esperar alguém próximo precisar.”