O projeto previa a venda de maquinário com pequenos defeitos que seriam facilmente recuperados, além de veículos e tratores que tiveram peças retiradas, foram sucateados e estariam parados na garagem mantida pela prefeitura.

Após a repercussão negativa e temendo um possível revés jurídico, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB) vetou o projeto de sua própria autoria, aprovado pela Câmara de Vereadores que autoriza sua administração a realizar um leilão de máquinas e equipamentos adquiridos na administração anterior.

Uma parte dos equipamentos que iriam a leilão foram adquiridos com recursos de emendas parlamentares de membros da bancada federal do Acre disponibilizadas ao longo dos últimos oito anos da administração do ex-prefeito Vagner Sales (PMDB), como é o caso de uma vibro-acabadora de asfalto que de acordo com avaliação superficial, estaria com problemas nos retentores do cilindro. O lance inicial pelo equipamento que deveria estar sendo utilizado para ajudar na recuperação das esburacadas ruas da cidade de Cruzeiro do Sul seria de R$ 250 mil.

O prefeito Ilderlei Cordeiro justificou as razões de seu veto alegando que teria detectado “erros materiais relacionados no Anexo I do projeto de lei n° 010/2017”. Para evitar possíveis questionamentos judiciais o peemedebista informa que obrigado a “vetar na íntegra referido autógrafo de lei, para .. analisar todo o seu conteúdo e, após, encaminhar novo projeto de lei”. Segundo informações de matérias publicadas na administração anterior, o ex-prefeito Vagner Sales investiu 22 milhões de reais em máquinas e equipamentos que estariam na lista de avaliação apresentada por Cordeiro.

Por Ac24horas