“Quem sabe um presidente da República surja de um projeto como este”, imaginou a jovem Ketelly Costa, de 17 anos, aluna do Colégio Estadual Barão do Rio Branco (CEBRB).

 Por Thais Farias / Assessoria 

Ela será uma das mesárias nas eleições do Programa Jovem Parlamentar Acreano 2017, o PJPA, e passou, junto com outros estudantes, por um treinamento com o Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE) na manhã desta terça-feira, 22, no auditório da Secretaria de Estado de Educação e Esportes (SEE).

Será nesta sexta-feira, 24, o dia em que serão escolhidos os novos jovens parlamentares, das 8 às 17 horas, nas 23 escolas participantes. Engana-se quem pensa que a eleição para os representantes do programa é coisa simples. A estrutura para o PJPA é similar a de uma eleição proporcional, que acontece regularmente no país, no entanto, trata-se de uma eleição não oficial.

A votação acontecerá nas próprias salas de aula, uma por vez. Somente alunos matriculados nas instituições de ensino poderão votar. Caso o nome do estudante não conste na lista, ele poderá realizar o voto por meio de uma cédula, mediante a declaração de matrícula fornecida pela secretaria da escola. Todos os alunos votam na escola em que estão matriculados.

São 170 estudantes envolvidos na organização desta eleição, entre mesários, 1º e 2º secretários e presidentes de seções, onde mais de 14,7 mil estudantes da rede pública – 85 meninas e 104 meninos – vão eleger representantes de suas escolas para o Programa. Durante o treinamento, eles puderam tirar dúvidas e entender todo o processo de uma votação, bem como entender o que deve ser feito no dia, como auxiliar a montagem das seções eleitorais, ajudar pessoas com deficiência física, idosos e outras necessidades e sigilo de voto.

“Está sendo um dia muito produtivo, eles estão sendo apresentados às urnas eletrônicas, conhecendo os equipamentos e materiais que vão utilizar no dia da eleição e todas as obrigações de quem trabalha numa votação séria, como esta”, disse Socorro D’ávila, coordenadora de projetos educacionais da SEE.

Uma das integrantes da comissão de treinamento de mesários do TRE-AC, Valéria Anibal, ressaltou a importância da troca de experiências ocorrida nesta manhã. “TRE-AC é um parceiro neste evento, cedendo as urnas e os devidos profissionais para treinar os mesários das eleições. Aqui, nós ensinamos o que fazer corretamente num dia de votação e como manusear uma urna eletrônica”.

Para Ketelly, que se considera uma entusiasta da política, é fundamental os alunos terem esse envolvimento com o processo eleitoral. “Somos os futuros políticos do estado, então eu acho importante porque a juventude de hoje tem se desinteressado pela política. Nós, que ainda temos certo interesse, tentamos articular alguma conversa sobre o assunto, e eles não gostam. Quando participamos desse tipo de projeto, acabamos despertando o interesse desses alunos também”, afirmou a jovem, que acredita que o programa tem a função de estimular os jovens da rede pública de ensino no mundo político.

Jovem Parlamentar

O Programa Jovem Parlamentar Acreano, o PJPA, é uma iniciativa da SEE, da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) e do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre (TRE). Em outubro, os concorrentes as vagas foram escolhidos seguindo critérios como frequência, notas acima da média e comportamento exemplar.

O PJPA permitirá que os 23 eleitos acompanhem o trabalho dos deputados da Aleac por quatro meses. Eles poderão sugerir projetos de lei e participar de atividades de relevância para a sociedade, quase igual ao que faz um parlamentar eleito pela população.

O processo eleitoral termina no dia das eleições, 24, quando os eleitores, distribuídos nas 23 escolas participantes elegerão seu representante.