Mas diante de todos os fatos permaneceram aquela meia dúzia que insiste em continuar, após a sigla do PMDB ser estampado nos noticiários envolvendo os escando de corrupção e formação de quadrilha citando os nomes de Aldemir Lopes, Everaldo Gomes e outro.

 Por Alemão Monteiro 

Na tarde desta segunda-feira foi apresentada na Câmara Municipal de Brasiléia, a nova diretoria do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), onde os novos membros todo mundo já conhece, trata-se das mesmas figuras velhas da política local.

Depois da Operação Metástase que afastou o Ex-prefeito Everaldo Gomes em 2016, e prendeu o Ex-Presidente do PMDB Aldemir Lopes, ambos permanecem presos pela Policia Federal, o PMDB ficou só o fiasco.

Com  sigla do PMDB estampado nos noticiários envolvendo os escandalos de corrupção e formação de quadrilha citando os nomes de Aldemir Lopes, Everaldo Gomes e outro, o Partido se afogou no mar de lama, onde não se faz mais reuniões com trezentas pessoas e os simpatizantes sumiram todos, pois não vêem mais o Partido como uma solução.

Mas diante de todos os fatos permaneceram aquela meia dúzia que insiste em continuar, mas não se trata de pessoas novas, trata-se das mesma figuras velhas da politica de Brasiléia; como mostra as fotos é contado a dedo as pessoas que participaram da reunião da nova diretoria e alguns são carta fora do baralho não tem voto nem pra eleger um presidente de bairro como diz alguns internautas em sua postagem nas redes social.

Veja a nova diretoria provisória Abaixo

Presidente: Emerson Leão

Vice Presidente: Carlos Gadelha (Capeta)

Secretário Geral: Antônio Oliveira

Secretário Adjunto: Francisca Chagas

Tesoureiro: Leandro Lima

Segundo Tesoureiro: João Rocha

Primeiro Vogal: Paulo Aramis

Segundo Vogal: Antonio José

Terceiro Vogal: Josué Cláudio

Quarto Vogal: Professor Dinho Gadelha

Quinto Vogal: Raquel Fontinele