A prefeita Fernanda Hassem, se reuniu na última segunda-feira, 30, com os representantes da Comissão do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre (SINTEAC), de Brasileia, que buscam negociações para a categoria.

O objetivo da reunião é tratar da reformulação do Plano de Cargos de Carreiras e Remuneração (PCCR) e Reajuste Salarial aos servidores da educação. Onde foi criada uma comissão de gestão, com representantes do SINTEAC, representantes da secretaria de finanças, secretaria de administração e da secretaria de educação.

Estiveram na reunião, no gabinete da prefeita, o Luis Carlos representante dos vigias, Sheila auxiliar de sala, professor Marivaldo e Auderlândia e Margareth apoio administrativo , além do presidente, José Almeida, e vice-presidente, Saida Jafuri, do SINTEAC. Essa comissão foi eleita pela própria categoria para que junto a gestão possa está trabalhando e discutindo as negociações e melhorias para classe.

A secretária de educação, Ramiege Rodrigues, falou a respeito da conversa com os membros da comissão. “Tivemos uma conversa muito transparente e esclarecedora com a prefeita, que sempre está aberta ao diálogo e disposta a ouvir a categoria. E que de forma muito responsável apresentou, para a comissão, a atual condição que a gestão está tendo para conduzir o mandato. Que nesse momento o município está impedido de conceder reajuste e vantagens salariais solicitado pela categoria”, informou Ramiege.

No decorrer de todo o ano de 2017, foram realizada 5 reuniões, da comissão da educação com a prefeita Fernanda Hassem, que de forma muito receptiva ouviu as reivindicações da categoria, encerrando o ciclo de negociações nesse ano.

Nota SINTEAC

De acordo com a nota emitida pelo sindicato no dia 30 de outubro de 2017, foram realizadas várias tratativas e argumentos apresentado a equipe técnica e para prefeita Fernanda Hassem, que informou que não há viabilidade econômica e financeira para reajustar ou ajustar a carreira dos servidores nesse momento. Encerrando assim o ciclo de negociações deste ano, propondo que em 2018 retomará as negociações para cumprir com as reivindicações da categoria no mês de março do ano informado.