Ex-secretário de Obras, Clécio Gadelha, comemora com fogos a vitória da oposição nas eleições da AMOPREBE; Aldemir deixou o seu legado.

 Por Alemão Monteirio 

Clécio Gadelha, em um grupo de whatsapp gravou áudios, onde o mesmo comemora soltando fogos a vitória da oposição nas eleições da AMOPREBE, com esta atitude Clécio mostrou que aos poucos a oposição que saqueou o município de Brasiléia e estampou o nome do município nas páginas policiais, diga-se de passagem, está retornando ao poder.

É curiosa a atitude do ex-secretário em soltar fogos para a vitória de Açúcar  no mesmo momento em que ele tripudia em cima da derrota da “candidata da chapa 2”, mas é bom frisar que o mesmo não soltou fogos quando o ex-prefeito Everaldo Gomes junto do presidente do PMDB e articulador político da oposição, Aldemir Lopes, foram presos e muito menos soltou fogos quando teve seu veículo apreendido pela Policia Federal durante a operação Metástase.

E tem mais Clécio Gadelha não soltou fogos quando atestou quatro notas fiscais totalizando o valor de R$ 82.917,56 enquanto ainda era Secretário de Obras no nome de outra pessoa que si quer tinha conhecimento da existência dessas notas, Clécio atestou as notas e Everaldo assinou.

As notas foram emitidas nos meses de janeiro, fevereiro, março e Abril de 2013, quando teve início o mandato de Everaldo Gomes.

A população deve abrir bem os olhos, pois caso contrário a oposição pode conseguir o seu maior objetivo que é voltar ao poder e sabe-se Deus o que pode acontecer, com a vitória da oposição na eleição da AMOPREBE mostrou-se que Aldemir Lopes deixou o seu legado.

Notas provam que mulher foi usada injustamente veja abaixo as notas