Em Rio Branco, Polícia Civil prende na manhã desta segunda-feira homem que tatuava cruz no corpo para cada vitima que assassinava em seu abdômen.

O Núcleo Especializado em Capturas da Polícia Civil (NECAPC), apresentou três foragidos da justiça, sendo um pelo crime de estupro, outro por homicídio e o último pelo crime de latrocínio, respectivamente.

Edmilson de Alencar Barbosa foi preso na manhã de domingo (22), no bairro Calafate. Ele teria estuprado uma menor de 14 anos no município de Tarauacá e sabendo que estava sendo procurado, se evadiu para a capital, onde se escondeu no bairro Calafate.

Everton Alberto Aquino Silvino, de 25 anos, foi preso também no domingo (22), no Ramal do Pica Pau, região do Bairro Vila Acre. Este foi preso mediante mandado de prisão suspeito de ter cometido pelo menos quatro homicídios ocorridos no município de Feijó.

Para cada morte, Everton desenhava uma cruz em seu abdômen. Ele têm sete marcas de cruz. Segundo o delegado responsável pela prisão, Ricardo Casas, Everton é suspeito por outros crimes contra a vida e continua sendo alvo de investigação.

Cleiton Soares de Queiroz, de 36 anos, foi preso mediante mandado de prisão provisória, emitida pelo estado de Rondônia. Cleiton é suspeito pelo crime de latrocínio e foi capturado no loteamento Farah, região do Segundo Distrito de Rio Branco.