Jorge Viana citou o cenário nacional e frisou que o país enfrenta um “caos” e um desmonte. Senador Jorge Viana diz que oposição não se entende.

Em entrevista na manhã desta sexta-feira (20) ao jornalista Whashinton Aquino, âncora de um programa de televisão matinal, o senador Jorge Viana (PT), uma das principais lideranças da Frente Popular do Acre, afirmou que os acreanos não podem entregar o Acre nas mão das oposição.

Viana insinuou, sem citar nomes, que o senador Gladson Cameli (PP), apontado como principal candidato ao governo pela oposição, não é confiável nem entre os próprios aliados. “É perigoso o Acre cair numa aventura, eles não confiam uns nos outros e porque devemos confiar?”, questiona

Ainda falando sobre política, Jorge Viana elogiou o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), apontado como pré-candidato ao governo, e também elogiou o governador do Acre, Tião Viana (PT), irmão dele, afirmando que o petista salvou o estado da crise.

A respeito da condução da pré-campanha, Jorge Viana afirmou que quem conduz o processo é o governador Tião Viana e salientou que ainda no mês de outubro os nomes que compõem as chapas majoritárias serão escolhidos.

“Serão escolhidos candidato governador, vice e senadores. Até o começo de novembro os nomes serão definidos. Ainda não foi definido o nome, mas claro que essa notícia do bom trabalho do Marcus Alexandre já chegou no interior. O governador Tião Viana merece ter um sucessor confiável e trabalhador”, diz.

Entre outros assuntos, Jorge citou o cenário nacional e frisou que o país enfrenta um “caos” e um desmonte.

“Ao invés de manter como estava e organizar as coisas, prendendo corruptos, eles resolveram fazer um desmonte”, diz.

Por Gina Menezes / folhadoacre.com