No handebol, Brasil consegue vitória histórica sobre a Alemanha e embola grupo B nos Jogos.

Em busca da recuperação da derrota para a Eslovênia, o Brasil brilhou e conseguiu bater a poderosa Alemanha por 33 a 30, nesta quinta-feira, na Arena do Futuro, com grandes atuações de Chiuffa, que marcou 8 gols, e dos goleiros Maik e Bombom. Depois de terminar a primeira etapa na frente, a Seleção sofreu no segundo tempo, mas conseguiu sair com a vitória e ultrapassar a Polônia no grupo B, subindo para a terceira colocação. Essa foi a primeira vez que a Seleção conseguiu derrotar uma equipe europeia nas Olimpíadas.

O primeiro tempo contou com uma excelente atuação da Seleção Brasileira. Depois de um começo forte, o Brasil chegou a abrir 9 a 6 no placar. Com um ataque rápido, os atletas encontravam buracos na defesa alemã. No decorrer da partida, no entanto, o rendimento da Seleção caiu e a Alemanha conseguiu a virada e dominou confronto. Atento, o técnico espanhol Jordi Ribera pediu tempo técnico e tentou reorganizar a equipe e deu certo. Nos últimos minutos da primeira metade do jogo, o Brasil cresceu, marcou um gol no último lance e foi para o intervalo com uma vitória parcial por 17 a 16.

O Brasil começou a segunda etapa afoito, perdendo a posse de bola por acelerar jogadas desnecessariamente, e a Alemanha logo assumiu a liderança do placar. Jordi tentou parar a partida para acalmar os ânimos, mas não teve sucesso. Em seguida, a Seleção começou a sofrer com punições e os alemães abriram três gols de vantagem.

Quando tudo parecia perdido, no entanto, o time cresceu de rendimento e voltou a encaixar jogadas de ataque rápidas, aproveitando muitas vezes a recuperação de bola enquanto a Alemanha utilizava goleiro linha. A Seleção conseguiu virar aos 21 minutos para um 27 a 26 embalada pelo barulho das arquibancadas da Arena do Futuro e não ficou mais em desvantagem. O goleiro Maik fez grandes defesas nos últimos minutos e o Brasil conseguiu o grande placar sobre os germânicos, que são os atuais campeões europeus e lideram o ranking mundial.

Com a vitória, a Seleção chegou aos quatro pontos, ultrapassando a Polônia na terceira colocação e empatando com a Alemanha e com a Eslovênia, que tem um jogo a menos. O Brasil volta a jogar sábado, às 16h40 (de Brasília), contra o Egito.

brasil

Por df.superesportes.com