Segundo testemunhas, os policiais teriam sido atacados ao entrarem por engano na Vila do João, complexo de favelas da Maré.

 Por Ana Paula Batalha

Policial do Acre leva tiro em confronto com traficantes

Um policial do Acre, lotado em Cruzeiro do Sul, foi atingido com um tiro por bandidos no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (10).

Três integrantes da Força Nacional foram atacados a tiros nesta quarta-feira (10), no Conjunto de Favelas da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro (RJ). Um deles é o capitão Alen Marques, da Polícia Militar do Acre, que estava entre os quase 200 policiais cedidos pelo estado para Força Nacional durante os Jogos Olímpicos 2016 do Rio.

O militar atingido é o capitão Alen Marcos Rodrigues Ferreira. Ele foi ferido no rosto. Ele integra o 6º Batalhão da Polícia Militar do Acre.

Segundo informações de colegas do capitão, a viatura entrou por uma via errada e foi recebia a tiros no Conjunto de Favelas da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

soldado Helio Andrade

O militar foi um dos  quase 200  militares acreanos que estão à disposição da Força Nacional no Estado para a segurança nas Olimpíadas.

Além do capitão Alen Marcos, foi ferido o soldado Helio Andrade, que foi submetido a uma cirurgia e segue em estado grave. Outo militar que estava na viatura, soldado Rafael, não se feriu, mas está em estado de choque. Os militares foram socorrido por homens do Exército.

No momento em que aconteceu o atentado contra os policiais, Alen gravou um áudio relatando o que estava acontecendo e que havia sido atingido por um dos tiros.

Segundo testemunhas, os policiais teriam sido atacados ao entrarem por engano na Vila do João, complexo de favelas da Maré.

 Veja o Vídeo 

policial Alen