Poupada pelo técnico Vadão, Marta entrou no segundo tempo e empolgou a torcida presente em Manaus
Brasil garante primeiro lugar no grupo e joga quartas de final na sexta em BH.
h
Com metade do time poupado e sem eficiência nas conclusões, a Seleção Feminina de Futebol frustrou 38.415 expectadores na Arena Amazônia, em Manaus, ao ficar no 0 a 0 com a África do Sul, pelo Grupo E dos Jogos Olímpicos. Na noite desta terça-feira, Marta entrou somente no segundo tempo, mas não brilhou. Cristiane, ainda se recuperando de lesão, nem entrou em campo. Nas quartas de final, o Brasil vai enfrentar a Austrália, às 22h desta sexta-feira, no Mineirão.
f
Com 7 pontos, o Brasil garantiu a primeira colocação da chave – já estava classificado desde a rodada passada. A China ficou em segundo lugar, com quatro pontos. Com a mesma pontuação, a seleção da Suécia terminou em terceiro lugar. As duas seleções também avançaram na competição ao empatarem sem gols, também nesta noite, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. 
g
O Brasil entrou em campo nesta terça-feira com seis reservas, da goleira Aline até a atacante Raquel Fernandes. Formiga também foi poupada e começou no banco de reservas, assim como Marta. A ausência da camisa 10 logo incomodou a torcida, que aos 2 minutos de jogo já gritava: “Marta, cadê você, eu vim aqui só pra te ver”, o que se repetiu por mais duas vezes. Toda vez que a meia aparecia no telão, no banco, a torcida vibrava.
a
Em campo, a Seleção oferecia perigo à África do Sul e até chegou a acertar a trave em chute de longa distância de Debinha, mas o preciosismo e a falta de pontaria nas finalizações mantiveram o placar inalterado. No intervalo, o técnico Vadão resolveu atender aos pedidos da torcida e Marta foi a campo com o time no lugar da lateral-esquerda Tamires. 
g
No início, a cada toque na bola da camisa 10 a torcida manauara delirava. Mas o tempo foi passando, as oportunidades iam sendo desperdiçadas e até Marta abusava dos erros. Talvez por cautela para evitar lesões, a Seleção parecia apática e até parecia sem determinação em alguns lances. A lateral direita Fabiana entrou aos 37 do segundo tempo e até animou a partida, chegando desperdiçar uma chance frente a frente com a goleira Barker.
d
Sem gols, a partida chegou ao fim e, depois de tanta festa na Arena Amazônia, algumas vaias se ouviram em meio aos aplausos maciços. Jogadoras como Beatriz e Andressa Alves ainda distribuíram autógrafos para a torcida após a partida.
d
Quartas de final
d
Com os empates na rodada final do Grupo E, as quartas de final do futebol feminino foram definidas. Serão quatro jogos nesta sexta-feira e o primeiro será entre Estados Unidos e Suécia, às 13h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Quem vencer pegará nas semifinais o ganhador do duelo entre brasileiras e australianas, que se enfrentarão às 22h, no Mineirão, em Belo Horizonte.
 hNo outro lado da chave, o confronto entre China e Alemanha será às 16h, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Mais tarde, às 19h, Canadá e França duelam no Itaquerão, em São Paulo.
w
ÁFRICA DO SUL 0 x 0 BRASIL
x
ÁFRICA DO SUL 

Barker; Smeda, Matlou, Van Wyk e Vilakazi; Makhabane, Malherbe e Jane; Motlhalo (Mollo), Kgtlana (Dlamini) e Seoposenwe
Técnica: Vera Pauw
h
BRASIL

Aline; Poliana, Bruna Benites, Mônica e Tamires (Marta); Érika e Thaísa (Fabiana); Andressa Alves, Andressinha e Debinha; Raquel

Técnico: Vadão

d

Tags: futebol feminino seleção brasileira África do Sul rio2016 empate manaus mineirão quartas austráliabrasil

Poupada pelo técnico Vadão, Marta entrou no segundo tempo e empolgou a torcida presente em Manaus
Poupada pelo técnico Vadão, Marta entrou no segundo tempo e empolgou a torcida presente em Manaus
 Por df.superesportes.com