Índice é 34% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Município acreano tem apenas três agentes de endemias atuando.

Uma das cidades acreanas com maior incidência de malária em 2015,Rodrigues Alves, a 627 km de Rio Branco, continua a registrar altos índices da doença. Segundo a Coordenação de Endemias do município, nos dois primeiros meses de 2016 foram confirmados 823 casos da doença. Por isso, a prefeitura decretou, nesta segunda-feira (14), situação de emergência por causa da doença.

O número de casos confirmados da doença é 34% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram confirmados 610 casos. Durante todo o ano de 2015, ao menos 5.266 pessoas, na cidade de 16 mil habitantes, foram infectadas.

A zona rural, onde vive 78% da população, concentra a maior parte dos casos, 95%. O problema, segundo a Coordenação de Endemias da cidade, é que faltam recursos para atender essas comunidades.

Atualmente, apenas três agentes de endemias atuam no controle da doença após a demissão de 22 para atender as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Já estamos em estado de epidemia. Se não houver a contratação imediata de agentes, corremos o risco de ter novamente uma grande epidemia na cidade. Além da malária, já encontramos também a presença do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Se não tivermos pessoas para trabalhar nessas áreas, viveremos uma situação caótica, mas encontramo-nos de mãos atadas”, lamenta o coordenador do setor, Raimundo Pinheiro.

Segundo o prefeito Francisco Ernilson, mais conhecido como Burica (PT-AC), o decreto de emergência deve servir para conseguir recursos no enfrentamento da malária e dos casos de doenças de chagas, recentemente registrados em uma comunidade rural do município.

“A epidemia de malária está muito grande e tivemos os casos de doença de chagas confirmados na cidade. Não tenho alternativa a não ser decretar estado de emergência para poder contratar pessoas para trabalhar no combate a estas doenças”, finaliza.

A doença

A malária é uma doença infecciosa transmitida pela fêmea do mosquito Anopheles infectada pelo Plasmodium. Os principais sintomas são febre alta, calafrios, tremores, suor e dor de cabeça. Atualmente, não existem vacinas disponíveis. O tratamento é simples e eficaz, mas, se a doença não for tratada, ela pode matar.

Rodrigues Alves decretou situação de emergência nesta segunda-feira (14) (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
Rodrigues Alves decretou situação de emergência nesta segunda-feira (14) (Foto: Adelcimar Carvalho)

Adelcimar Carvalho Do G1 AC