O pessoal se espanta com a qualidade da melancia que garante a renda de familiar como a do seu Nelson da Silva 

Por Leônidas Badaró

unnamed12-660x404

É só chegar na propriedade de Nelson da Silva para perceber que o negócio por lá é melancia. Morador do Projeto de Assentamento Paraguassú, no município de Assis Brasil, já são mais de 20 anos dedicados ao plantio da fruta.

A atividade já é uma tradição na família. O agricultor aprendeu com o pai as técnicas para se produzir melancias que só de olhar dão água na boca. Perguntado se gostaria de fazer alguma outra coisa, a resposta é rápida: “De jeito nenhum. Plantar melancias é o que sei fazer de melhor”, afirma, orgulhoso.

Em 2015, a produção de melancias de Nelson deve ser recorde. Já foram colhidas mil frutas, e até o fim da safra mais outras três mil devem passar pelo processo de colheita. Só com o cultivo da melancia, o pequeno produtor deve faturar mais de 20 mil reais. “O pessoal se espanta com a qualidade da minha melancia. Eu sempre digo que o segredo é fazer o que gosta”, enfatiza Nelson da Silva.

Mesmo com tanta produtividade, o agricultor tem dificuldades. A principal delas é conseguir escoar as frutas para os locais de comercialização: Assis Brasil, Epitaciolândia, Brasileia e Rio Branco. É aí que entra o apoio do governo do Estado, por meio da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof).

Em visita à propriedade na manhã dessa segunda-feira, 8, Glenilson Figueiredo, titular da pasta, destacou o apoio ao agricultor. “Aqui a gente tem um exemplo de um produtor familiar de sucesso, de espírito empreendedor. A Seaprof vai, claro, apoiar com o escoamento da produção e todo o apoio necessário para que esse plantio de melancia cresça ainda mais”, afirmou.