A jovem confessou à policia que os tabletes seriam entregues a um reeducando e não disse se ganharia algum valor pelo tráfico.

A jovem confessou à policia que os tabletes seriam entregues a um reeducando e não disse se ganharia algum valor pelo tráfico.
A jovem confessou à policia que os tabletes seriam entregues a um reeducando e não disse se ganharia algum valor pelo tráfico.

Por volta das 8h30 da manhã deste domingo (7) Francisca Andréia C. de Assis, 23 anos de idade foi flagrada durante exame na entrada do presidio. A mulher que é moradora da rua da Roça, Bairro Bela Vista em Feijó-Acre,  iria realizar uma visita de rotina ao reeducando Antonio Jose de Lima.

Na portaria, como de rotina, é feita uma revista pessoal minuciosa. A agente de plantão conseguiu identificar  que a mulher conduzia 5 tabletes de entorpecentes envolto em um preservativo e enfiado no profundo da vagina.

Ao constatar a prática criminosa a policia militar foi acionada e a mulher presa em flagrante por tráfico de drogas. Ela confessou à policia que os tabletes seriam entregues ao reeducando Antonio José e não disse se ganharia algum valor pelo tráfico.

Andréia foi conduzida ao hospital Geral de Feijó onde passou por um raio-X para verificar se ela não teria mais entorpecentes em seu interior. Não havia mais drogas com a mulher. Depois do exame ela foi encaminha ilesa à delegacia de polícia. Agora presa Andréia deve responder pelo crime de tráfico de drogas.

Ela infringiu o  ART. 33 , DA LEI Nº 11.343 /06;

Art. 33. Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar:

 Pena – reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa.
 
Correio do Acre