Momento da chegada de Antonio e seus ‘clientes’ na delegacia de Brasiléia 

 Fotos: Alexandre Lima
Fotos: Alexandre Lima

O trabalho de investigação dos agentes lotados na delegacia de Brasiléia, sob a coordenação do delegado Sérgio Lopes, fecharam mais uma ‘boca’ que vinha atuando no Bairro Samaúma, localizada na zona periférica da cidade.

Os investigadores chegaram até a casa de Antonio Nascimento de Souza (29), acusado de montar um negócio ilegal, onde vinha vendendo trouxinhas de maconha e cocaína a cerca de três meses no local.

Antonio também usava a casa como um pequeno laboratório, pelo fato de comprar a droga no lado boliviano e ainda usava outros produtos para misturar e aumentar o seu lucro diante dos ‘clientes’ usuários.

Na abordagem em sua casa, havia três clientes que também foram detidos e levados para a delegacia, onde foram ouvidos e liberados depois de serem ouvidos pelo delegado. Uma vistoria realizada dentro da residência, foi localizado maconha e cocaína.

Também foi localizado, uma quantia de produto usado na limpeza de piscina, identificado como ‘parrilha’, que era usado na mistura. Esse produto é considerado toxico e pode levar a morte, mas na ânsia de lucrar com o dinheiro fácil, falou mais alto.

O caso está sendo fechado pelo delegado e acredita que outros desta natureza ainda serão descobertos em breve, aja visto que mais de 15 ações aconteceram em pouco mais de 30 dias.

A transferência de Antonio ao presídio FOC na capital poderá acontecer nas próximas horas, onde ficará a disposição da Justiça.

 Fotos: Alexandre Lima
Fotos: Alexandre Lima

Alexandre Lima: oaltoacre.com