O deputado Jenilson Leite (PCdoB) em pronunciamento na tribuna, durante a sessão desta quinta-feira, 26

leite

Também comentou o discurso do deputado Raimundinho da Saúde (PTN) que se referiu ao ex-governador Orleir Cameli. O parlamentar disse que não se podem tirar os méritos de Orleir Cameli, mas também não se pode condenar a atual conjuntura política.

“É óbvio que o ex-governador Orleir Cameli tem seus méritos. Isso é fruto do comprometimento político que ele teve com o Estado. Mas não podemos chegar aqui e colocar a culpa no outro. Todos têm seus méritos, deputado Gehlen e deputado Nicolau Júnior”, pontuou.

O parlamentar falou, ainda, sobre a primeira reunião da Comissão de Constituição e Justiça a qual ele preside. O parlamentar ressaltou que todos os projetos que deram entrada na Comissão já tiveram suas relatorias designadas.

Jenilson Leite agradeceu a imprensa pela divulgação do projeto de lei de sua autoria, que tramita na Casa, que defende a isenção do pagamento de taxa para inscrição em concurso público.

Em relação aos aprovados no último concurso da Saúde, o parlamentar disse que editais de convocação já foram divulgados, mas o número de convocados ainda é pequeno para atender a demanda.

“O governo divulgou edital de convocação para entrega de documentos. O nosso déficit é muito grande, precisamos melhorar essa questão da assistência, mas precisamos reconhecer os avanços”, assegurou.

Agência Aleac