Luzes de monumentos, prédios públicos e residências ficam apagadas por uma hora em sinal de reflexão sobre a crise ambiental

Por Paula Amanda

 (Foto: Sérgio Vale/Secom)
(Foto: Sérgio Vale/Secom)

O Brasil participa do ato desde 2009, com a participação de 39 cidades. Na edição desse ano, até o momento, 151 cidades brasileiras confirmaram participação, entre elas Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

Para o coordenador do programa Amazônia, da WWF Brasil, no Acre, Ricardo Melo, o objetivo é chamar a atenção da população para a criação de um mundo sustentável. “Nós temos uma crise ambiental e não temos tempo para perder. Com a Hora do Planeta a gente sinaliza para o mundo que é necessário repensar a contribuição de cada um, no dia a dia, para proteger o planeta”, disse.

As luzes do Palácio Rio Branco, no centro da capital acreana, serão apagadas. O Sistema Público de Comunicação do Acre também participa do ato com o desligamento das rádios Difusora Acreana e Aldeia FM, além da Agência de Notícias do Acre, que também ficará fora do ar, das 20h30 às 21h30.