Além de garantir o sustento das famílias, as florestas ajudam na estabilidade do clima e na proteção do solo 

Por Paula Amanda

 (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
(Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Dia 21 de março é celebrado o Dia Mundial das Florestas.  Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), por coincidir com o início da primavera no Hemisfério Norte, a data foi instituída com o objetivo de valorizar uma das maiores riquezas naturais do mundo.  Mais de 30% do planeta terra é coberto por florestas. O Brasil detém 60% desse total, sendo a Amazônia umas das maiores áreas de florestas naturais nos biomas brasileiros. Entre os estados da Amazônia, o Acre se destaca por ter 87% do seu território coberto por florestas.

Distribuídas entre Unidades de Conservação Federal, Terras Indígenas, Reservas Legais e Áreas de Proteção Permanente (APP), as florestas são importantes fontes de biodiversidades, além de serem responsáveis, pela absorção do dióxido de carbono, fator que ajuda na estabilidade do clima e proteção do solo.

O governo do Estado investe em políticas de baixa emissão de carbono para manter a floresta de pé, e ao mesmo tempo garantir a sobrevivência dos habitantes das florestas, que retiram de lá toda a matéria-prima para criação e fabricação de vários produtos, entre eles os que mais aquecem a economia local, por meio da cadeia produtiva da madeira, da borracha e da castanha.