O deputado federal Leo de Brito deu como lido nesta quarta-feira (25) em sessão deliberativa na Câmara dos Deputados

Da Assessoria

LEO

Discurso referente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Ao lembrar que o programa do governo federal foi discutido na Comissão Geral, Leo, que é membro da comissão de Educação, apresentou alguns esclarecimentos divulgados pelo MEC nos últimos dias.

 “O Fies é um dos programas mais importantes hoje para o jovem do Brasil e é uma vitrine dos programas do governo federal”, ressaltou o deputado que tem acompanhado de perto a execução do programa. Em seu discurso, Leo de Brito destacou o primeiro balanço preliminar de contratos, aditamentos e acessos simultâneos ao sistema SisFies.

“Uma boa notícia que vale destacar, é que de acordo com uma portaria publicada no Diário Oficial, um grupo de trabalho definido pelo Ministério da Educação será responsável por fiscalizar os valores das mensalidades cobrados em cursos superiores financiados pelo programa para evitar cobranças abusivas”, afirmou

Em relação ao balanço, de acordo com o Ministério da Educação, o FIES registrou um pico no sistema de 57 mil acessos simultâneos só no primeiro semestre. O máximo no mesmo período do ano passado foi de 10 mil acessos simultâneos.  Já a média de acessos diários, que na mesma época, no ano passado, era de 1,2 mil, este ano chegou a alcançar um pico de 88 mil.

Segundo nota do MEC, “para otimizar o fluxo, MEC e FNDE estão expandindo o horário de atendimento via 0800, que passou a atender nos fins de semana; são 190 atendentes apenas para o Fies, e mais 50 posições serão abertas nos próximos dias; além de ajustes nas bases de dados do SisFies”.

O MEC esclareceu ainda que o sistema já registrou mais de 196 mil solicitações de novos contratos e que de 1,9 milhão de contratos firmados pelo FIES, somente 228.154 ainda não iniciaram processo de aditamento. Outros 978.961 contratos já foram realizados e 713.769 aditamentos foram iniciados pela instituição e estão disponíveis para os