O governo do Estado do Acre realizou na tarde desta quinta-feira, 19, a formatura de 192 novos policiais militares. 

Por Samuel Bryan

Foto: Gleilson Miranda/Secom
Foto: Gleilson Miranda/Secom

A cerimônia foi realizada no Teatro Plácido de Castro e transforma os alunos em soldados militares após curso de 1.660 horas, com 57 disciplinas, que se iniciou dia 13 de julho do ano passado e foi até 23 de fevereiro deste ano. Agora, os policiais serão distribuídos entre as regionais para atuarem de forma plena no exercício da função.

“São 192 famílias aqui representadas. Destes soldados, 42 são mulheres, representando a força da mulher na Polícia Militar do Acre. E agora nós temos o caminho da vida pela frente. Quantos aqui poderão se tornar oficiais, coronéis, fazer outras atividades. Temos um grande orgulho do esforço da nossa polícia, da união e de ser integrada ao sistema de segurança pública”, disse o governador Tião Viana, aproveitando para informar que irá organizar para abril a chamada de 162 novas pessoas aprovadas em concurso para o curso de formação da Polícia Civil.

O curso foi realizado e coordenado pelo Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública e Justiça, dividido em cinco módulos. Os alunos passaram por instruções e treinamentos divididos entre teoria e prática, fundamentais para habilitação de profissionais de segurança. Os estudos foram desde a área de direitos humanos, técnicas policiais e de salvamento, até disciplinas jurídicas sociológicas e meio ambiente.

O comandante da Polícia Militar do Acre, coronel Júlio César, lembrou que desde o segundo mês de curso os soldados estiveram em atuação nas ruas, trabalhando desde a última Expoacre, até o salvamento de vítimas da cheia do Rio Acre na alagação deste ano. “Suas almas serão policiais militares até o fim dos dias. Mantenham-se sempre corretos, continuem estudando e lembrem-se que vamos sempre seguir a Constituição”, disse o coronel para os novos policiais.

Escolhido como orador, o soldado Roosvelt Lima teve a responsabilidade de traduzir o sentimento da nova turma de policiais: “Estamos aqui hoje de pé e cabeça erguida para comemorar mais essa conquista. Muitas não entenderiam o sacerdócio de ser policial militar, mas o sofrimento é passageiro e o aprendizado é pra toda a vida. Nosso lema é ‘servir e proteger’, incondicionalmente”.

Foto: Gleilson Miranda/Secom