Um homem foi preso por suspeita de apropriação indevida do dinheiro

mão sa vovo

Após a liberação da indenização de R$25 mil reais, que começou a ser paga na última segunda-feira (02), aos ex-soldados da borracha, o número de denúncias no Conselho do Idoso de Cruzeiro do Sul aumentaram significativamente. As principais acusações são sobre filhos e outros parentes que tentam apropriar-se indevidamente do benefício dos ex-combatentes.

De acordo com a presidente do Conselho, Maria das Vitórias, antes da liberação da indenização a maior parte das denúncias que chegavam até a instituição eram referentes à maus-tratos contra idosos, mas após a liberação do dinheiro as acusações mudaram o teor e o número aumentou.

“Só hoje pela manhã foram mais de 10 denúncias. São familiares, filhos e outros parentes  que se apropriaram do dinheiro, compraram veículos, móveis para seu próprio uso. São tantas denúncias que o conselho não está tendo nem tempo de enviar todas as denuncias para a delegacia de uma só vez. Eu quero esclarecer que a indenização pertence ao idoso, soldado do borracha ou à sua viúva, não existe herança de gente viva, ele divide se quiser com os filhos”, falou a presidente.

mão sa vovo mulher

A presidente alertou ainda aos idosos que ao sacarem a indenização não levem o dinheiro para casa, tendo em vista o perigo de assaltos. Maria das Vitórias sugere que os idosos depositem em uma poupança.

Uma pessoa já foi presa por apropriar-se indevidamente do dinheiro. Na noite de quinta-feira (05) a Delegacia Especializada no Atendimento da Mulher (Deam) de Cruzeiro do Sul  (AC)  prendeu em flagrante  Francisco Marinaldo Galvão da Rocha, 32. O homem é suspeito de apropriar-se da indenização de R$25 mil reais dos ex-soldados da borracha recebida na última segunda-feira (02) pela mãe de 74 anos.

Por Vanísia Nery Com informações de Genival Moura