Prefeito e governador vistoriam abrigo Rio Branco decreta estado de calamidade pública

Por Samuel Bryan 

(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)

O governador Tião Viana vistoriou na manhã deste domingo, 01, o Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, que é o principal abrigo para os atingidos pela cheia do Rio Acre na capital, e algumas das vias de Rio Branco atingidas pela alagação. Com 17,44 metros na medição das 9 horas, o prefeito Marcus Alexandre assinou o decreto de calamidade pública de Rio Branco.

Mesmo com a vazante do Rio Acre em Brasileia, Xapuri e Capixaba, a expectativa do Corpo de Bombeiros é que muita água ainda chegue a Rio Branco durante o domingo. A cheia do Riozinho do Rola, que marca 16,28 metros esta manhã, também preocupa as autoridades.

A ponte metálica Juscelino Kubitschek continua liberada até atingir a marca de 17,50 metros. Outras vias como a Rua 24 de Janeiro, a Gameleira e a Via Chico Mendes em frente ao Parque Capitão Ciríaco também estão sendo observadas, e serão interditadas quando necessário. Em todo o estado, mais de 80 mil pessoas já foram atingidas pela alagação.

“É uma situação de drama social econômico. Temos feito o impossível para diminuir esse impacto. É um problema de grande magnitude, mas estamos de cabeça erquida. Com união, venceremos”, disse o governador Tião Viana, ao anunciar que o governo se prepara para entregar cerca de mil unidades habitacionais a famílias das áreas de risco.

O prefeito Marcus Alexandre tem somado esforços junto ao enfrentamento da enchente na capital, inclusive mudando seu gabinete para atender no Parque de Exposições. “Nós estamos muito perto da maior cheia da história. Por conta dessa situação, com mais de 20 bairros atingidos pela alagação, mais de 14 mil famílias afetadas só em Rio Branco e quatro abrigos, decretamos a calamidade pública e pedimos o apoio de todos que possam nos ajudar neste momento”, relatou o prefeito.

(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)

Mais abrigos

O número de famílias atingidas pela cheia do Rio Acre e que estão em abrigos montados pela prefeitura de Rio Branco em parceria com os governos do Estado e federal é de 1.461, totalizando até o presente momento 5.162 pessoas atendidas.

Além do abrigo montado no Parque de Exposições, a prefeitura e o governo montaram abrigos públicos ainda no bairro Comara, na sede do Sest/Senat, no Sesc/Bosque. Existe ainda, a possibilidade de abrir um quinto abrigo para atender as famílias atingidas.

Leia o decreto.

(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)
(Foto: Arison Jardim/Secom)