Os trabalhos começam às sete da manhã e se estendem até às 18 horas 

Por Maria Meirelles

 (Foto: Angela Peres/Secom)
(Foto: Angela Peres/Secom)

Com a vazante do Rio Acre, inicia-se o trabalho de retirada dos entulhos. Neste sábado, 28, o governo do Estado iniciou a Operação Solidária de Limpeza em Brasileia e Epitaciolândia. A ação é resultado da visita do governador Tião Viana à região do Alto Acre, na última sexta-feira, 27. As atividades serão coordenadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre).

Mais de 25 máquinas, entre caçambas truncadas, pá carregadeiras, retroescavadeiras, caminhões de apoio e pipa foram disponibilizadas pelo Estado para recuperação das cidades. Cerca de 60 homens estão envolvidos na operação, que inicia às sete da manhã e se estende até às 18 horas. Em Brasileia, o Centro foi o primeiro bairro a receber a ação, tendo em vista que o local possui o maior número de residências atingidas pela enchente.

Os procedimentos de limpeza e retirada dos entulhos serão realizados até que os dois municípios estejam totalmente recuperados, é o que explica o diretor-presidente do Deracre, Ocírodo Júnior: “Inicialmente, estaremos empenhados na retirada de entulhos, lavagem de ruas e de casas e desobstrução de esgotos. Posteriormente, entra a vigilância sanitária com a esterilização dos ambientes”.

card_limpez_brasileiaO vigilante José Lima, de 55 anos, avalia a ação de limpeza: “Esse trabalho é essencial para que nós possamos voltar à vida normal. As famílias estão voltando para casa e precisam de apoio. Com a retirada do lixo das ruas de Brasileia, aos poucos, o nosso município volta a ser parecido com o que era antes dessa tragédia”, disse.

Everaldo Gomes, prefeito de Brasileia, ressalta o empenho do Estado: “Desde o início do trabalho de retirada das famílias que a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, polícias Militar e Civil e a prefeitura estão envolvidas. Agradecemos o governo, que sempre esteve com a sua equipe e secretários sempre presentes”.

A água utilizada para limpeza das ruas é disponibilizada pelo Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa). Quatro caminhões pipas estão fornecendo água bruta (in natura) e potável para a população e equipes responsáveis pela operação. O abastecimento de água, que estava comprometido em Brasileia, foi restabelecido.

Foto: Angela Peres/Secom

operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-2 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-4 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-5 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-6 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-7 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-8 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-9 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-10 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-11 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-13 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-14 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-15 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-16 operacao_solidaria_limpesa_brasileia_28_02_2915_angela_peres-31