Terras Indígenas receberam investimentos nas áreas de saúde, educação, habitação, produção e turismo 

Por Paula Amanda

paula-2

O Acre tem em sua composição territorial 36 áreas indígenas, pertencentes a 15 povos. Com exceção dos povos isolados, todas essas comunidades receberam incentivo do Estado para áreas de produção, saúde, educação, habitação e turismo. Foram aproximadamente R$ 60 milhões em recursos para a implementação dos planos de gestão voltados à produção sustentável, ao fortalecimento institucional e à valorização cultural das comunidades.

Os planos de gestão são criados como um estatuto da terra, em que a própria comunidade aponta os potenciais das aldeias e as necessidades dos povos. Nos últimos quatro anos, o governo do Estado, por meio da Assessoria Especial de Assuntos Indígenas, promoveu diversas ações que contemplaram 28 terras indígenas, com parcerias com mais de 14 secretarias.

Zezinho Kaxinawá, responsável pela assessoria, explica que a meta para a próxima gestão é chegar às terras em que ainda não foram criados os planos de gestão e atualizar os projetos que já estão em desenvolvimento. “Nós já temos R$ 12 milhões garantidos para este primeiro momento. O recurso será investido no etnozoneamento das regiões que ainda não foram alcançadas pelos incentivos do governo”, disse.