Determinação é de laudo elaborado pelo Corpo de Bombeiros. Dirigentes do clube conversaram com promotora Alessandra Marques, na manhã de quarta-feira (4)

Encontro entre dirigentes do Rio Branco e promotora Alessandra Marques foi na manhã desta quarta-feira (4) (Foto: Divulgação/Rio Branco FC)
Encontro entre dirigentes do Rio Branco e promotora Alessandra Marques foi na manhã desta quarta-feira (4) (Foto: Divulgação/Rio Branco FC)

O presidente do Rio Branco, Illimani Suares, e o gestor de futebol do clube, Carlinhos Farias, estiveram reunidos, na manhã desta quarta-feira (4), com a promotora de Justiça de Defesa do Consumidor do Ministério Público do Estado do Acre (MPE-AC), para conversar sobre a realização das partidas contra o Remo, pela primeira fase da Copa Verde, no dia 22 de fevereiro, e contra o Vasco, pela primeira fase da Copa do Brasil, no dia 4 de março, que serão disputadas na Arena da Floresta, em Rio Branco, capital acreana.

Segundo Farias, o encontro serviu para que o clube pudesse fazer uma espécie de prevenção para evitar equívocos na promoção dos jogos. No encontro, os dirigentes foram informados que a capacidade máxima de pessoas permitidas nos dois eventos será de 8 mil torcedores.

– Queremos prevenir algumas coisas para evitar exageros, equívocos. Por isso, fizemos uma consulta com a promotora exatamente sobre essa questão de quantidade de ingressos que poderemos colocar à venda, quantas pessoas serão permitidas o acesso ao estádio. Há um laudo do bombeiro que só autoriza a presença de 8 mil pessoas. Ela colocou de forma enfática que temos que cumprir as determinações e o Rio Branco tem essa preocupação de antecipar para que façamos tudo conforme recomenda a lei – destacou.

O gestor comentou que apesar da quantidade de público já ter sido limitada pelo laudo do Corpo de Bombeiros, não significa que o clube vai colocar o número máximo de ingressos à venda. A carga que será disponibilizada vai ser definida em reunião entre a direção.

– Esse número não é a quantidade de ingressos que vamos colocar à venda e sim a capacidade de público autorizada pelo Ministério Público. A quantidade de ingressos que serão colocados à disposição para os dois jogos (contra Remo, pela Copa Verde, e Vasco, pela Copa do Brasil) vamos definir em reunião entre a diretoria. Temos que começar a trabalhar no planejamento do jogo contra o Vasco e o duelo contra o Remo será o primeiro experimento – afirmou Farias.

REFORÇOS

carlinhos_farias_-_foto_jp_3Apesar da proximidade da estreia na Copa Verde, Carlinhos Farias afirma que o Rio Branco segue em busca de reforços no mercado, mesmo reconhecendo a dificuldade de se atrair jogadores de qualidade neste período. Segundo ele, é possível que em 10 dias o clube apresente novidades para o torcedor. A prioridade, de acordo com o dirigente, são os setores de defesa e meio-campo, no momento.

– O grande problema é a dificuldade financeira e o fato de que os campeonatos estaduais já começaram. Ou seja, quem tinha que ser contratado, já foi. Estamos correndo atrás de um goleiro, um meia e um zagueiro. Acredito que dentro de 10 dias tenhamos alguma novidade sobre isso – declarou.

O Rio Branco encara o Remo, pela partida de ida da primeira fase da Copa Verde, no domingo (8), a partir das 19h30 (de Brasília), no estádio Mangueirão, em Belém, capital do Pará. O duelo de volta entre as duas equipes está marcado para o dia 22 de fevereiro, na Arena da Floresta, na capital do Acre.

Por Duaine Rodrigues Rio Branco, AC, globoesporte.globo.com