Sete eleitores, dentre eles o candidato à deputado estadual pelo PSD, Luis Calixto, foram detidos na manhã deste domingo, 5, pela Polícia Federal (PF). A acusação que pesa sobre eles é de boca de urna e compra de votos.

Segundo informações, Calixto estava fazendo boca de urna na região da Baixada da Sobral. Isso é proibido pela lei eleitoral do Brasil.

Os outros seis suspeitos são acusados de comprar votos. Todos estão na sede da polícia judiciária da União. Não há informações oficiais sobre esses casos, ainda. Ninguém está autorizado a falar sobre o assunto.

Prática ainda presente nas eleições, a propaganda de boca de urna é considerada crime pela legislação eleitoral. Na boca de urna, candidatos e partidos tentam ganhar nos últimos minutos o voto do eleitor com ações como a distribuição de panfletos e o convencimento de pessoas próximo aos locais de votação.

IMG-20141005-WA0051

Fonte: ac24horas