As dúvidas que pairavam sobre a morte ou não do ex-coronel Hildebrando Pascoal

pascoal_01

Condenado pela Justiça por chefiar um grupo de extermínio no Acre, conhecido como esquadrão da morte, foram tiradas a pouco.

Na verdade, Hildebrando Pascoal passou mal e teve que ser levado às pressas ao setor de emergência do Hospital das Clínicas do Acre. A informação foi repassada por um agente penitenciário, que não soube informar qual o problema de saúde de Hildebrando. Mas o ex-coronel sofre com sérios problemas de pressão e esse seria o motivo do atendimento emergencial.

O ex-coronel já teria sido atendido e levado de volta ao presidio Antônio Amaro Alves, no complexo prisional Francisco D’ Oliveira Conde.

Na manhã deste sábado, o diretor-presidente do Instituto Administração Penitenciária, Martin Hessel, chegou a desmentir o boato da morte de Hildebrando, mas não informou sobre sua internação.

“Eu soube desse boato, mas a direção lá do presidio disse que está tudo normal com ele”, disse Martin Hessel na manhã de hoje.

Luciano Tavares – ac24horas