Prefeito Everaldo não paga alto posto e tem combustível suspenso.

Por Alemão Monteiro 3 De Julho Noticias

Prefeito Everaldo não paga alto posto Bex e tem combustível suspenso.

Combustível foi suspenso até que o pagamento seja efetuado. E até lá os veículos da Saúde ficam parados. 

17Na tarde de terça-feira uma senhora de 59 anos procurou a nossa redação para nos falar sobre um caos na secretaria de saúde, a mesma é mãe de um funcionário que não podemos revelar seu nome. A senhora conta que seu filho 11 12 14 15 16reclamava muito sobre a saúde do município e principalmente sobre os trasporte que estão parado à mais de dois dias por falta de combustivo. 

Ligamos para a secretaria de saúde para nos informar através do telefone 3546 xxxx, mais nada de respostas depois nos deslocamos até o posto Bex em Epitaciolândia para apurar a verdadeira história do combustível mais não tivemos muito resultado.

Alguns funcionários reclamam da falta de combustível por causa da necessidade que eles tem dos veículos que estão parados sem poder se locomover. As pessoas que são encaminhada e precisam está em Rio Branco para fazer retorno ou ir para a fundação não estão indo porque os veículos estão todos parados, os motoristas e funcionários da secretaria de saúde estão indo só marcar presença porque não tem como trabalhar.

Médicos, zeladoras e agentes de saúde do km 68 não estão podendo ir trabalhar por falta de combustível para os transporte, a causa da suspensão do combustível foi a falta de pagamento por parte da prefeitura de Brasiléia, os veículos são: um micro Ônibus de placa MZV 9092 que está parado por falta de óleo diesel, o outro é uma Vam de placa NAD 1469 que também está parado por falta de diesel, e o outro é um carro Gol Bola de placa MZY 3856 que está sem combustível, esses veículos sitados estão todos em uma só unidade de saúde da família, o posto José Maria de Souza Santos localizado no bairro Centro rua Geni Assis em Brasiléia.

Os motoristas estão esperando a prefeitura efetuar o pagamento no alto posto Bex para poder trabalharem. Até então nada foi feito diante dessa situação que paralisou os moradores que necessitam dos serviços da prefeitura.         

13