Reunião sobre a Marinho Monte com o prefeito Everaldo termina em pizza. 

Fernando Oliveira 3 De Julho Noticias

mão everaldo 15

com.bNa manhã desta quinta feira dia 17 aconteceu uma reunião no CEDUP de Brasiléia por parte da prefeitura sobre a vergonhosa obra da Av. Marinho Monte, a mesma foi um caos total, comerciantes e moradores da referida avenida não aceitam o projeto de Lopes, onde no início da reunião um comerciante se retirou muito decepcionado com o andamento da obra.  

A reunião não teve o resultado que o prefeito Everaldo Lopes esperava, o mesmo se perdeu na hora de explicar tantas perguntas feitas pelos que estavam presente, Everaldo estava só e teve que se virar para dar conta. Cadê os seus secretários e o prefeito Lopes que não apareceram? Gomes ficou sozinho no fogo cruzado, onde não sabia nem se explicar.

Alguns comerciantes perguntavam sobre o tamanho da calçada, o esgoto e porque que não tem ciclovia e o tamanho da avenida de 23 metros para 17. Diante de tanta modificação os residentes daquela localidade ficaram muito alterado na reunião. 

O ex Vereador Manoel Prete, e um dos maiores empresários do município fez um desabafo durante a reunião, o mesmo fala sobre a ciclovia as calçadas e os cadeirante e como fica os idosos onde eles vão andar. o senhor Manoel fala que quer uma Av, de vergonha e não uma rua para causar acidentes, porque ali é o centro comercial.     

manoel

Ouça a Gravação Do Empresário Manoel Prete.    

 

Na reunião o prefeito foi contrariado pela vereadora Fernanda Hassem quando disse que a prefeitura não tinha recursos para a indenização, a mesma disse que a obra do hospital regional teve um valor muito alto juntamente com a obra da encosta do rio Acre que resulta em um imposto capaz de suprir as despesas dos que seriam indenizado. Ao decorrer da reunião ele esclareceu que a situação em que se encontra os comerciantes e moradores não é culpa do mesmo e sim do DEPASA  e da Eletrobras até mesmo do DNIT. mais ele não tem culpa de nada!  

fernanda

Ouça a Gravação Da Vereadora Fernanda Hassem.

O prefeito Everaldo disse que o município não tem tanto recursos para pagar  a indenização dos comerciantes e moradores no projeto anterior, até então eles disseram estar fazendo o que pode para resolver o mais rápido possível, o que ele não mencionou foi que o governo do estado do Acre em uma outra reunião propôs a prefeitura que repassasse a obra da av. Marinho Monte para poder ser realizar em parceria a obra da forma que estava no projeto anterior só que a prefeitura não aceitou e preferiu modificar tudo e trazer esse caos à Brasiléia.

reunião