IMPACTUS VII – Dez presos, veículos, dinheiro e 12,5 kg de cocaína apreendidos

Por Pedro Paulo Tavares

150714_Impactus3

Em mais uma operação Impactus, deflagrada nesta terça-feira, 15, em Rio Branco, a Polícia Civil prendeu 10 pessoas por roubo, tráfico de drogas, estupro, furto e homicídio.

Na mesma ação a Polícia Civil aprendeu um carro Fiat Idea, uma Honda Biz, 13 cartuchos calibre 380, mais de R$ 4 mil e 12,5 quilos de cocaína.

A droga, dinheiro, veículos e munição apreendidos estavam em poder de Luiz Lira de Souza, 36, e do peruano Camilo Paima Mariano, 30, ambos presos em flagrante.

Os dois foram capturados na estrada do Amapá (2º Distrito), depois de resistirem à prisão, dando origem a uma perseguição policial.

Cerca de 60 homens da Polícia Civil participaram da VII edição da operação Impactus, que já apreendeu 139 quilos de drogas, cumpriu 141 mandados judiciais e prendeu 99 pessoas em conflito com a Lei, na capital acreana.

Os alvos da Impactus VII estão localizados na região da Baixada do Sol (complexo Sobral), sendo Lira e Peruano presos no 2º Distrito. Conforme a polícia, Luiz Lira, está envolvido no assassinato do agente penitenciário Roney Barbosa Vidal, executado com três tiros no dia 18 de abril de 2010, quando estava parado em um semáforo na Avenida Ceará, minutos depois que saiu de serviço na Unidade de Recuperação Social Doutor Francisco d’Oliveira Conde.

O crime aconteceu em um domingo por volta de 7h30. A vítima foi atingida com três tiros efetuados por um homem que trafegava em uma moto.

Os disparos atingiram o braço direito, transfixaram e se alojaram no peito do agente penitenciário que ainda chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, mais não resistiu.

Na época, testemunhas do crime contaram à polícia, que o agente saiu do serviço e trafegava em sua motocicleta pela Ceará quando, ao parar em um semáforo, foi surpreendido por dois homens em duas motos, sendo que um suspeito teria pegado a contra mão da Avenida enquanto o outro estacionou ao lado da moto do agente. Este sacou uma arma de fogo e efetuou três disparos, atingindo Roney Barbosa Vidal.

Os criminosos fugiram cada em sentidos opostos, uma das motos usada no crime segundo testemunhas, seria uma Twister de cor amarela.