Torcedores da região amazônica e de outros países acompanham jogaço entre Inglaterra e Itália na Arena Amazônia, em Manaus, pela Copa do Mundo 2014

Por João Paulo MaiaManaus, AM

Italianos saíram de Cusco e passaram por Rio Branco e Porto Velho para chegar em Manaus (Foto: João Paulo Maia)
Italianos saíram de Cusco e passaram por Rio Branco e Porto Velho para chegar em Manaus (Foto: João Paulo Maia)

Jogos da Copa do Mundo na Amazônia proporcionam uma oportunidade única para os moradores da região. A distância entre Rio Branco, capital do Acre, e Manaus, capital do Amazonas, é de 1.151km em linha reta, já que não há estrada entre as duas cidades. A proximidade levou os acreanos para o Amazonas neste mês de junho.

Entre eles, o estudante Fortunato Neto, de 19 anos. O acreano aproveitou a chance para realizar um sonho de criança: assistir um jogo de Copa do Mundo. E não foi qualquer um. Neto foi um dos quase 40 mil torcedores presentes na Arena Amazônia no duelo entre Inglaterra e Itália no sábado.

fortunato_neto_-_foto_jp– O Acre não está fora dessa festa. A emoção é única. Os acreanos que ainda não participaram de uma Copa do Mundo não têm ideia do que realmente é esse evento. Estou feliz e já pretendo ir para a Copa da Rússia em 2018 com a bandeira do meu estado. Vou juntar R$ 200 por mês para ir para o próximo Mundial (risos) – comentou o torcedor, que tem família em Manaus e só gastou dinheiro com o ingresso.

Além dos acreanos, torcedores de outros países usaram o Acre como rota para chegar em Manaus. É o caso do italiano Théo Ficarelli, 23 anos, estudante de Economia, que mora em Roma.

– Estou muito feliz. Da Itália fomos para o Peru e seguimos para o Brasil. Estávamos em Cusco e passamos por Rio Branco e Porto Velho até chegar em Manaus. É uma cidade muito receptiva – completou, que deixou a capital amazonense neste domingo (15).

A Arena Amazônia, em Manaus, recebe quatro jogos na primeira fase do Mundial. Depois do clássico entre Inglaterra e Itália, a capital amazonense terá no dia 18 o duelo entre Camarões e Croácia. E ainda tem Estados Unidos x Portugal (dia 22) e Honduras x Suíça (dia 25).