Rã foi achada em bandeja de aluno na hora do almoço. Universidade diz que o caso está sendo investigado.

Tácita MunizDo G1 AC

Rã foi encontrada dentro de comida de aluno (Foto: Arquivo/pessoal)
Rã foi encontrada dentro de comida de aluno (Foto: Arquivo/pessoal)

Alunos da Universidade Federal do Acre, em Rio Branco, afirmam ter achado, na terça-feira (10), uma rã  em meio à comida oferecida pelo Restaurante Universitário (RU) durante o almoço na instituição. Uma das estudantes, que não quis se identificar, diz que a falta de higiene faz com que essas situações se tornem cada vez mais recorrentes no local. A pró-reitora de assuntos estudantis, Aline Nicolli disse que o fato se trata de algo pontual e que já está sendo apurado pela coordenação que acompanha os serviços terceirizados no restaurante.

A aluna conta que já procurou a ouvidoria da instituição várias vezes para reclamar da falta de higiene no RU, mas os próprios alunos, segundo ela, demonstram resistência em denunciar. “O pior é a falta de higiene. É muito fácil perceber, basta olhar os talheres e bandejas. Eu já fui na ouvidoria reclamar, mas o problema é que ninguém vai na ouvidoria. Pediram até que eu informasse aos insatisfeitos que procurassem a ouvidoria, mas ninguém quis ir. Eu mesma chamei meus colegas que viram isso [a rã], mas ninguém vai”, lamenta.

A aluna defende a reitoria neste caso, já que para ela, a responsabilidade é do estabelecimento que é terceirizado. “O restaurante é privado, não é total responsabilidade da Ufac e o reitor não tem culpa disso. Inclusive, a comida do RU baixou para R$ 1. Mas, a gente chega a ficar cerca de 40 minutos na fila”, acrescenta.

A pró-reitora ressaltou que o espaço do restaurante está sendo revitalizado e as refeições estão sendo servidas no centro de convivência da universidade. Porém, Aline afirma que esse tipo de situação é inadmissível e que a instituição já tomou as providências. “Estamos apurando o fato, para saber como aquela rã foi parar na bandeja do aluno. Pelo que verificamos, o anfíbio não passou pelo processo de cozimento. Como ele chegou na bandeja é o que nos intriga”, diz.

Os serviços do RU são oferecidos por uma empresa terceirizada, porém a pró-reitora explica que existe uma coordenação formada por servidores da Ufac que acompanha e fiscaliza essa alimentação. “Nós temos um acompanhamento.  Quando tomamos ciência da situação, ainda na terça-feira (10), nos reunimos para discutir o caso e garantir formas para que isso não volte a acontecer. O fato tomou muita repercussão após a imagem ter sido postada nas redes sociais”, explica.

Caso gerou polêmica em grupo da Ufac em rede social  (Foto: Divulgação/Facebook)Caso gerou polêmica em grupo da Ufac em rede social (Foto: Divulgação/Facebook)

 

Além disso, Aline destacou os avanços alcançados na  universidade. A refeição para os graduandos, antes vendida a R$ 1,50, hoje está custando R$ 1. Porém, a pró-reitora ressalta que isso não abre espaço para que a qualidade no serviço caia. “Essa situação é inadmissível. Nós procuramos formas de melhor atender nossos alunos. O RU está sendo reformado porque o espaço não atendia a demanda real da universidade e estamos em processo de reforma, mas de toda forma insistimos e vamos cobrar a qualidade deste serviço”, garante.