Com dois meses de salários atrasados, jogadores do Tigre fazem greve e ameaçam não jogar neste domingo. Rio Branco tem estreia de técnico e jogadores barrados

Por Globo Esporte.com Rio Branco, AC

Plácido de Castro e Rio Branco reeditam decisão de 2013 (Foto: João Paulo Maia)
Plácido de Castro e Rio Branco reeditam decisão de 2013 (Foto: João Paulo Maia)

Um clássico recente do futebol acreano define o outro finalista do estadual deste ano. Plácido de Castro e Rio Branco, que disputaram o título no ano passado, voltam a se enfrentar neste domingo (1º), às 18h, no estádio Antônio Aquino, o Florestão, em mais um duelo decisivo. Em crise fora de campo, o Tigre do Abunã pega um Estrelão pressionado por vitórias.

De acordo com o regulamento do Acreano, o saldo de gols nos duelos será usado como critério de desempate. Em caso de igualdade em todos os quesitos, será disputada prorrogação de 30 minutos e, persistindo o empate, a decisão, tanto da vaga como do campeão, será através das penalidades máximas.

CRISE NO TIGRE

O atual campeão acreano vive um dilema. Enquanto o time melhorava dentro das quatro linhas, as coisas desandaram fora de campo. Com dois meses de salários atrasados, o elenco do Plácido de Castro fez greve e parte dos jogadores não treinou de quinta-feira (29) até o sábado (31).

Os atletas até ameaçaram não entrar em campo no jogo deste domingo, mas o time deve sim disputar a partida. Porém, pode ter desfalques inesperados. por conta de tanta indefinição, o técnico Edivaldo Neri, o Zico, não divulgou a lista dos 11 titulares.

ESTREIA NO ESTRELÃO

O jogo de ida da semifinal marca a reestreia do técnico João Carlos Cavalo no comando do Rio Branco. Sete anos depois, o treinador assumiu o time com a missão de retomar a hegemonia estadual e conseguir voltar à Série C do Brasileiro. Chegou e colocou ordens na casa.

Para o jogo de logo mais, Cavalo vai fazer mudanças importantes. Os meias Matheus Cruz, que faltou ao treino durante a semana, e Polaco serão opções no banco. Willian Saroa e Uilian ficam com a titularidade.

No coletivo de apronto de sexta, João Carlos Cavalo escalou o time titular do Rio Branco com: Nei; Alcione, Willian Pacheco, Rodrigo e Sander; Rick, Bruno Vieira, Uilian e Willian Saroa; Thiago Silva e Adriano Louzada.