Servidores paralisaram e decidem paralisar atividades

Foto: Selmo Melo/ContilNet Notícias
Foto: Selmo Melo/ContilNet Notícias

Na manhã desta quarta-feira (28), trabalhadores da Eletrobras – Distribuição Acre se reuniram em frente à sede do órgão para realizar um ato de protesto. Apesar das negociações com as lideranças, a categoria decidiu que entrará em greve.

Dentre os principais pontos que a categoria reivindica, estão: a falta de trabalhadores, a retirada de direitos dos trabalhadores em recentes alterações na Participação nos Lucros e Resultado (PLR), e mudanças, no que diz respeito a horários e estruturas, de forma geral, dentro do setor elétrico.

De acordo com um dos líderes do movimento sindical, a situação do setor elétrico no Brasil precisa ser revista.

“[A realização do manifesto] se deve, principalmente, à situação do setor elétrico brasileiro. ”

A paralisação durará 72 horas e acontece em todo o país. A categoria afirma que quer apenas uma maior valorização do setor e que não concorda com as recentes mudanças.

“Tudo isso tem trazido prejuízos para a população. Nós, do movimento sindical, defendemos serviços públicos de qualidade para a população. Nossas reivindicações serão atendidas, se um serviço de qualidade for proporcionado à população”.

Uma reunião foi realizada nesta terça-feira (27), mas os servidores optaram pela paralisação. Questionado sobre a continuação do protesto, o líder do movimento sindical dispara:

“Imagina o setor elétrico de um país inteiro parar, às vésperas da Copa”, finaliza.greveeletrobras2greveeletrobras3greveeletrobras4

Kellyton Lindoso, Da ContilNet Notícias