O mistério do Benjamin  “Morrer debaixo do pé de benjamim e coisa do azulão” 

Por Alemão Monteiro 3 de Julho Noticias

3dejulho marca dáguahh

Quem foi que nunca bateu um papinho ou parou para um descanso sob uma frondosa árvore de Benjamin desfrutando de sua maravilhosa sombra?

É bom ficar ALERTA!!!

Alguns Benjamins são misteriosos e raros de se encontrar. Algumas poucas espécies dessa misteriosa árvore só são possíveis encontrar em um único lugar do mundo, situado na floresta amazônica brasileira, estado do Acre, zona rural do município de Brasiléia.

Essa árvore tem a capacidade de sugar toda a inteligência moral das vítimas que se aproxima para bater um papinho.

Quem já foi atacado pelo mistério dessa árvore, sofre de cegueira intelectual e não aceita ser contestado em suas idéias que seu frágil cérebro consegue processar.

Está árvore CENTENÁRIA sabe escolher suas vítimas, só envolve aquelas pessoas com complexo de superioridade que tentam demonstrar para outras pessoas o que tentam ser e o que tem mas que no fundo não conseguem.

Está frágil árvore CENTENÁRIA, com raízes exposta e que aos poucos vai perdendo suas folhas tem uma capacidade de envolver suas vítimas com poderes abstratos dos seres humanos, pois tenta passar para as pessoas que arrogância e soberba normalmente são o reflexo de uma experiência de vida limitada e da preocupação de que aqueles com maior experiência sejam “superiores a eles”. Em vez de procurar descobrir coisas novas perguntando e de aprender com isso (ações que elas acham que mostram vulnerabilidade), pessoas arrogantes tendem a fazer generalizações a partir de suas mínimas e limitadas experiências de vida e a impor sua visão de mundo pequena sobre os outros.

Esta arrogante CENTENÁRIA têm uma necessidade forte de ficar por cima. Quando você diz algo ruim sobre elas — mesmo que seja a mais “leve” das ofensas —, elas tendem a ficar muito bravas com você. Isso acontece se você questionar (ou parecer questionar) a aparência delas, sua inteligência, suas habilidades atléticas ou qualquer coisa relacionada à imagem que elas têm de si mesmas.

A ambiguidade assusta pessoas arrogantes porque sugere imperfeição, mudança e incerteza (realidades com que todos devemos lidar da melhor maneira). Assim, em vez de aceitar que o mundo se comporta de maneira aleatória e, às vezes, totalmente contrária às preferências de alguém, a pessoa arrogante procura controlar tudo e todos, o que, obviamente, é uma missão impossível.

Pessoas arrogantes, muitas vezes, sabem inconscientemente que não têm bons amigos. Elas compensam isso criando a impressão de que têm muitos — uma ideia de “quantidade, não qualidade”. Então, elas simplesmente insultam os amigos que gostam de exibir para os outros quando eles não estão olhando.

Então, mantenha-se a uma certa distância desta árvore para que você não seja mais uma vítima deste poderoso veneno capaz de sufocar suas vítimas e acontecer o que já aconteceu com muitos, falando de uma maneira simbólica: “MORRER DEBAIXO DO PÉ DE BENJAMIN”.