Prefeitos do Acre pagam cachê de até 2 mil reais a “quengas” em Brasília, diz jornalista

“Era o mais afoito, com uma calcinha rodando no dedo, rodeado de quengas, e três litros de Chivas 18 anos, na sua mesa”, escreveu o colunista.

Da Redação Da Agência ContilNet

Luís Carlos: ““Para gastar com quengas na noite de Brasília, não faltou grana a alguns prefeitos acreanos”

farra_dos_prefeitos (1)Nem mesmo o escândalo envolvendo alguns prefeitos acreanos, ocorrido há menos de duas semanas, serviu para abrir os olhos de alguns gestores que estiveram em Brasília esta semana, participando de um evento denominado “Marcha dos Prefeitos”.

O jornalista Luís Carlos Moreira Jorge disse, em sua coluna publicada neste sábado, que não faltou grana para alguns prefeitos gatarem com “quengas” na boate Apple Pub, uma das mais sofisticadas da capital federal.

“Para gastar com quengas na noite de Brasília, não faltou grana a alguns prefeitos acreanos que foram participar da “Marcha”. E o cachê das putas na boate “Apple Pub” não é menos de 2 mil reais”, afirma o jornalista.

De acordo com Luís Carlos, um dos prefeitos que participou da farra homérica na boate “Apple Pub” não havia retornado ao Acre até este sábado.

“Era o mais afoito, com uma calcinha rodando no dedo, rodeado de quengas, e três litros de Chivas 18 anos, na sua mesa”, escreveu o colunista.

Luís Carlos encerou sua coluna de sábado com uma assustadora previsão:

“Não é demais prever que se as coisas no cenário nacional continuarem caminhando como estão, a maioria dos prefeitos acreanos vai acabar de quebrar e ficar sem dinheiro para pagar a folha mensal do servidor, sem falar nem no décimo terceiro salário, que passará a ser um luxo. O que aconteceu é que se juntou a fome com a vontade de comer, alguns prefeitos incompetentes pegaram as prefeituras trincadas dos antecessores e acabaram de quebrar.”