Supostamente este seria usado para evitar que o vampiro mordesse suas vítimas.

518

Um sinal revelador da presença de vampiros na Idade Média acabou de ser descoberto. Trata-se de um esqueleto encontrado no noroeste da Polônia.

O túmulo de terror foi encontrado em Kamiem Pomorski, e tem todas as marcas de um “enterro vampiro”. Acredita-se que o esqueleto seja pertencente a um ser vivo no século 16, apesar de não se ter precisão sobre a data.

Ele foi encontrado durante uma escavação em um cemitério, ao lado da igreja da cidade. Suas características são semelhantes a de enterros de vampiros que foram encontrados no passado. O sinal mais evidente fica por conta das estacas em suas pernas, já que muitos “vampiros” do passado eram pregados no chão para que se evitasse que saíssem.

Esqueleto de vampiro

A boca foi encontrada sem os dentes, e com uma pedaço de tijolo em seu lugar. Supostamente este seria usado para evitar que o vampiro mordesse suas vítimas.

Nos últimos anos, várias descobertas de enterros do tipo ocorrem na Polônia. Acredita-se que esse tipo de cerimônia era comum na área até o século 17. Segundo as crenças locais, pessoas consideradas ruins podem se transformar em vampiros após a morte, a menos que esfaqueadas no peito com um ferro ou pedaço de madeira antes de serem enterradas.

Fonte: Daily Mail