Em cinco dias, 20 candidatos formalizaram reclamação sobre certame.

Instituição de ensino e empresa têm 10 dias para esclarecimentos.

Candidatos trocam mensagens de dentro da sala em concurso do Ifac (Foto: Reprodução/Whatsapp)

ffO Ministério Público Federal no Acre (MPF-AC) recebeu até esta quinta-feira (15) 20 denúncias de candidatos sobre possíveis irregularidades verificadas durante a aplicação das provas do concurso do Instituto Federal de Educação do Acre (IFAC), realizado no último domingo (11). O número dobrou em três dias. Acompanhando o caso, o MPF-AC requisitou informações, atas e outros documentos à empresa responsável pelo certame e à instituição de ensino.

O prazo de resposta dos requisitados é de 10 dias contado a partir do dia 14. Durante este período, outros candidatos que também se sentiram prejudicados de alguma forma e constataram erros durante o concurso devem procurar a Procuradoria da República para relatar o ocorrido. Também é possível registrar reclamação pela página do órgão na internet.

As irregularidades apontadas pelos candidatos tratam do envio de envelopes para locais errados, uso de celulares nas salas,  falta de cadeiras, a não-exigência do documento de identidade por parte de alguns fiscais, entre outras. As denúncias são acompanhadas pelo procurador regional dos Direitos do Cidadão, Pedro Henrique Kenne.

O MPF está analisando os casos e deve decidir qual atitude tomar diante das denúncias registradas.

Procurada pelo G1, a MS Concursos, organizadora do certame, informou, por meio do setor de atendimento ao candidato, que não foi comunicada pelo Ifac de nenhuma reclamação referente ao concurso realizado no domingo.

Em nota, a reitoria do Ifac explicou nesta quinta-feira (15) que o Ministério Público Federal requisitou informações, atas das salas de provas e outros documentos para o órgão. A Comissão Organizadora do Concurso Público afirma que fará a entrega no prazo determinado, até o dia 25 deste mês, assim que receber os documentos da empresa que realizou o certame.

O instituto informou ainda que ‘está à disposição do Ministério Público Federal no Acre – MPF/AC, no sentido de prestar esclarecimentos para que não pairem dúvidas quanto à lisura e transparência na condução dos certames por parte da Comissão Organizadora de Concursos Públicos.

Fonte:  G1 AC

Gostou? Então Curta!!!