Servidores Da Educação Em Assis Brasil Realizam Dia De Protesto Em Busca De Valorização

Chiquinho Chaves

betinho

Em pleno dia do Trabalho (1° de maio), os servidores da educação do município de Assis Brasil realizaram um dia de paralisação tentando sensibilizar o prefeito Betinho do PSDB a conceder benefícios a classe que desde o inicio da atual gestão sofre e não é atendida em suas reivindicações.

Presidente do Sinteac – Assis Brasil, Tânia Maria

20140501_104544-225x300A classe reclama que desde o inicio de 2013 não consegue receber resposta da prefeitura de Assis Brasil, mesmo o sindicato da categoria tendo protocolado vários documentos. “Fizemos uma assembleia dia 24 de abril e nessa assembléia ficou acertado que caso não houvesse dialogo com a prefeitura, nós iriamos fazer a paralisação dia 1° de maio, e é o que estamos fazendo”,disse a presidente do Sinteac no município professora Tânia Maria .

Segundo nos foi informado as percas salariais dos funcionários da educação em Assis Brasil chegam há quase 400 reais. Os professores estão sem reajuste desde 2012.

ivelina-2-150x150A vereadora Ivelina de Araújo (PT), destaca ano passado o piso nacional teve um reajuste de quase 8% e não foi cumprido pela atual gestão.”Nós vereadores e sindicato da educação tentamos um acordo junto a prefeitura para que fosse pago o piso nacional, mas infelizmente passou 2013 e nem se quer a categoria foi ouvida. Já sentamos com o sinteac estadual para entrar nessa briga também, sabemos que o piso nacional é lei, se o município não tem como pagar, que comunique ao governo federal para que faça a complementação”, pontuou a vereadora que também é professora do município.

Os funcionários da educação em Assis Brasil, lamentam que o problema não tenha nenhuma preocupação por parte do prefeito Betinho.

SAM_2731-150x150Para o vereador petista Jerry Correia, a preocupante situação podeira ser contornada caso os investimentos fossem aplicados de forma corretas pelo prefeito Betinho.”Escute só esse exemplo: Nós temos provas que a atual gestão firmou contrato recentemente com dois advogados que somados o pagamento dos mesmos durante 11 meses vai dar um desfalque no município de 142 mil reais só de advogado, eu acho desnecessário um negocio desse, a prefeitura reclama que não tem dinheiro mas faz uma coisa dessas”,lamentou.

Os boatos na cidade são de que os reajustes não só nessa classe estão suprimidos, pelo inchaço da máquina pública e pela super valorização de alguns assessores que chegam a ganhar mais do que o prefeito.

Nossa equipe de reportagem tentou entrar em contato com o prefeito Betinho, mas fomos informamos por assessores que o mesmo não estava na cidade.

SAM_2801