Tangará assumiu comando do Rio Branco a três dias da estreia na pré-Copa do Brasil (Foto: João Paulo Maia)

Tangará reconheceu as dificuldades contra o Real Noroeste-ES, mas afirma que grupo ganha confiança.

Tangará assumiu comando do Rio Branco a três dias da estreia na pré-Copa do Brasil (Foto: João Paulo Maia)
Tangará assumiu comando do Rio Branco a três dias da estreia na pré-Copa do Brasil (Foto: João Paulo Maia)

O técnico do Rio Branco, Edmilson Correia, o Tangará, assumiu o comando do time no último dia 16, às vésperas da partida de ida contra o Real Noroeste-ES, disputada três dias depois no interior do Espírito Santo.

Pouco mais de uma semana e dois jogos depois, conseguiu fazer com que a equipe chegasse à primeira fase da Copa do Brasil, depois da vitória por 1 a 0 sobre o mesmo Real Noroeste nesta quarta-feira (26), no estádio Arena da Floresta, na capital do Acre.

Diante dos resultados positivos, após a classificação confirmada na competição nacional, ainda no campo de jogo, Tangará declarou à Rádio Difusora Acreana que o Rio Branco, se quer ser grande, precisa pensar grande. Agradecendo o apoio dos torcedores, ele projetou o primeiro duelo contra a Chapecoense, que será realizado no dia 9 de abril. 

<b>- </b>Queremos agradecer ao torcedor que veio apoiar e esperamos que contra a Chapecoense venham muitos mais torcedores para nos ajudar a dar mais um passo importante. Se nós queremos ser grande, temos que pensar grande. Contra a Chapecoense, vamos respeitar muito, mas vamos trabalhar forte para conseguir uma vitória em casa – declarou.

Sobre o jogo que deu a vaga ao Rio Branco, o treinador ressaltou que esperava as dificuldades que surgiram, mas confiava que os jogadores superariam e conseguiriam sair de campo com a classificação.

– Sabíamos da dificuldade que íamos encontrar, até porque lá o jogo foi igual, com muita luta, muita marcação. As duas equipes têm qualidade, mas graças a Deus fomos mais felizes. Trabalhamos corretamente e saímos vencedores – comemorou Tangará.

 Rio Branco, AC