Eronildo sofreu além de perfuração, várias fraturas devido as pancadas que levou.

amarrado e

Eronildo Barro, 38, foi quase morto brutalmente no sábado (08) em um sítio localizado na Estrada da Penal, setor chacareiro de Porto Velho, quando foi amarrado a uma árvore, depois torturado e esfaqueado por dois homens. A causa teria sido ciúme.

Testemunhas disseram a polícia que a confusão teve início por causa de uma mulher e logo dois homens partiram para cima da vítima espancando-o e amarrando a um tronco. Eronildo só não morreu porque populares interviram e logo chamaram a polícia. Que chegou logo ao local e deu voz de prisão aos torturadores. Eles foram conduzidos a Central de Polícia para serem identificados e autuados.

Eronildo sofreu além de perfuração, várias fraturas devido as pancadas que levou. Foi levado em estado grave para o Hospital João Paulo II.

Escrito Por Rondonia Agora