Investimentos humanos também foram feitos na contratação de policiais militares (224), bombeiros (251) e policiais civis 

Tião Viana recebeu do ministro José Eduardo Cardozo mais de R$ 5 milhões em equipamentos para segurança pública nas fronteiras (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Tião Viana recebeu do ministro José Eduardo Cardozo mais de R$ 5 milhões em equipamentos para segurança pública nas fronteiras (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana recebeu o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, nesta sexta-feira, 7. Em extensa agenda pelo Acre, Cardozo entregou ao Estado, em cerimônia no Palácio Rio Branco, mais de R$ 5 milhões em equipamentos para a fiscalização da fronteira com o Peru e a Bolívia, por meio do programa de Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron). Foram entregues 18 caminhonetes, dois automóveis, uma van, duas motocicletas, 374 pistolas, 37 carabinas, seis carretas de barco e cinco barcos.

O programa “Crack, é possível vencer” adquiriu uma unidade móvel bem equipada para o combate às drogas (Foto: Sérgio Vale/Secom)
O programa “Crack, é possível vencer” adquiriu uma unidade móvel bem equipada para o combate às drogas (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Desde 2011, só através de convênios, o Acre já recebeu R$ 26 milhões para investimentos na área de segurança pública. Para o governador, os resultados consolidados no combate às drogas e à redução de homicídios, além da queda de mortes no trânsito e o sucesso das políticas públicas indigenistas, mostram que o Estado tem avançado na parceria com o ministério. “Eu vim aqui para dizer que reinvindicações são bem-vindas, avanços são necessários, mas nós nos orgulhamos dos resultados conquistados, hoje, através de nossas políticas de segurança pública aliadas ao apoio do governo federal, através do Ministério da Justiça. Ministro, nosso muito obrigado”, disse Tião Viana.

 Tião Viana recebeu do ministro José Eduardo Cardozo mais de R$ 5 milhões em equipamentos para segurança pública nas fronteiras (Foto: Sérgio Vale/Secom)Cardozo ressaltou que o ministério é sobrecarregado de responsabilidades, incluindo a relação com os órgãos jurídicos, assuntos de interesse internacional, a segurança pública nacional, políticas indigenistas e combate às drogas, mas que não há problemas para lidar junto ao Acre. “Se tem uma parceria que me orgulha, que me dá satisfação e não dá problema, eu posso dizer que é a que estabelecemos com o Acre. Tião Viana, Vossa Excelência é um gestor extraordinário. Em nome da presidenta Dilma, fica aqui um abraço apertado. O Acre é um exemplo para o país”, disse.

Resultados e reconhecimento

Investimentos humanos também foram feitos na contratação de policiais militares (224), bombeiros (251) e policiais civis (250) (Foto: Sérgio Vale/Secom)Entre 2012 e 2013 foram feitas 120.128 abordagens. O resultado foi a apreensão de 2,2 toneladas de drogas, 524 armas de fogo, recuperação de 86 veículos roubados, 2.631 prisões em flagrante, 3.288 inquéritos policias concluídos e um reforço de novos soldados da Polícia Militar (224), Bombeiros (251) e Polícia Civil (250). Para o secretário de segurança Reni Graebner: “Só queremos agradecer toda essa parceria e garantir que investimos bem cada centavo que o governo federal tem nos repassado”. 

Acompanhando o ministro da justiça, a presidente interina da Fundação Nacional do Índio (Funai), Maria Augusta Assirati, assinou um protocolo de intenções com o governo. Ela fez questão de exaltar as políticas públicas indigenistas desenvolvidas pelo Estado. “A Funai nunca teve problemas com o Acre na regularização de terras indígenas, talvez seja até mesmo o primeiro estado do Brasil a fazer a regularização fundiária completa dessas terras. Eu tenho um agradecimento ao governador Tião Viana, que dá continuidade a esse projeto de 15 anos e é um exemplo de política indigenista”, ressaltou.

Outro programa de expressivo resultado é o “Crack, é possível vencer”. Há quase dois anos implantado em Rio Branco, o programa passou a tratar os usuários de drogas como doentes e não mais como criminosos, além de possuir investimentos que permitiram sistemas de monitoramento por câmeras e uma unidade móvel. Aliada às políticas de assistência social da prefeitura de Rio Branco, a ação já tirou centenas de pessoas das ruas e têm conquistado resultados expressivos no combate às drogas.

O que eles disseram

“É importante fazer política com amor e dedicação e ainda ter o reconhecimento de nossas políticas públicas. Isso enche a gente de orgulho. Estamos vivendo um bom momento da política no Acre, com equipes aptas, comandadas pelo governador Tião Viana”

agenda_ministro_governador_acre_07_02_14_foto_SERGIO_VALE_9103 (20)_Fotor_Collage

Aníbal Diniz, senador

“Todos os projetos acertados pelo governador Tião Viana e a presidenta Dilma Rousseff estão sendo cumpridos no estado do Acre. Eu tenho aprendido muito com sua equipe, governador. Eu estou a disposição do Acre, assim como de todo o Brasil”
Regina Mink, secretária nacional de Segurança Pública, agraciada com o título de cidadã acreana

“Eu queria destacar o programa ‘Crack, é possível vencer’. Rio Branco foi a primeira cidade da Amazônia a fazer parte do programa e uma das únicas a possuir abordagem social 24 horas por dia. Em quase dois anos, conseguimos tirar 445 pessoas de situação de rua, quase 80% do número total”
Marcus Alexandre, prefeito de Rio Branco

“A educação é importante, a saúde é importante, mas a segurança tem tido uma importância grandiosa também. E para o Acre é essencial esse apoio do governo federal, que tem nos feito conquistar resultados significativos no combate a criminalidade”
Elson Santiago, deputado estadual