Ordem de serviço para início das obras foi assinada nesta quinta-feira (6).

br
Empresa responsável por manutenção foi alterada pelo governo.

A ordem de serviço para a recuperação do trecho da BR-364 que liga Rio Branco ao município de Sena Madureira foi assinada na tarde desta quinta-feira (6). Ao todo, R$ 70 milhões foram disponibilizados pelo Governo Federal para o início da obra que será realizada pela empresa Castilho, selecionada junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Anteriormente, a manutenção dos 158,11 km estava sob a responsabilidade de outra empresa. De acordo com o governo, após analisar as más condições da estrada, percebeu que a empresa demonstrou ineficiência, em alguns pontos, para a realização do trabalho, sendo necessária a mudança. Os contratos foram rescindidos pelo próprio DNIT.

“Eu falava para a presidenta Dilma do prejuízo que isso trazia para nós, do risco de vida para os taxistas, os ônibus e os demais usuários da estrada. Todo mundo pagando um preço sem ter culpa”, disse o governador do Acre, Tião Viana. “Estamos dando qualidade no direito de ir e vir do povo acreano. Isso é basicamente um ‘sim’ ao último desafio de qualidade da BR-364, que nós vamos constituir durante todo o ano”, completa.

O contrato com a Castilho foi publicado também nesta quinta-feira (6) no Diário Oficial. De acordo com o superintendente do DNIT, Fabiano Martins, a partir de agora uma comissão de fiscais será designada para garantir que o trabalho seja realizado dentro dos padrões estabelecidos pelo departamento.

“A equipe será um grupo de engenheiros já concursados do DNIT. A gente vai acompanhar com o maior rigor possível e sempre com o apoio técnico de uma empresa supervisora, para garantir a qualidade dos serviços prestados”, enfatiza Martins.

Rayssa Natani Do G1 AC