Ouriço de castanha quase mata mulher de 60 anos de idade, na zona rural

Nessa época do ano, essa atividade se torna muito perigosa

OURISOAlmir Andrade

No final da tarde desta sexta-feira, deu entrada no pronto socorro do hospital de Brasileia a senhora Elide Barros, com muitas  dores no ombro esquerdo. A mulher estava quebrando castanha no ramal do 21 em Epitaciolândia quando de repente um ouriço de castanha caiu no seu ombro, a mulher foi socorrida por parente que a levaram para o hospital de Brasileia, onde recebeu atendimento medico, depois foi liberada pelo medico de plantão.

Nessa época do ano, essa atividade se torna muito perigosa, já que dezembro e janeiro são os meses que começam  a cair castanha. Dona Elide, teve muita sorte, se o ouriço caísse  na sua cabeça, poderia ter causado um traumatismo craniano podendo morrer no local ou ficar com sequelas.